31 janeiro 2017

Évora presta homenagem a José Afonso

Assinalando a passagem dos 30 anos sobre o desaparecimento de José Afonso, a Câmara Municipal de Évora presta homenagem pública ao homem que foi um dos maiores e mais marcantes cantautores de sempre em Portugal. Consulte aqui o programa de iniciativas

​​

Assinalando a passagem dos 30 anos sobre o desaparecimento de José Afonso, a Câmara Municipal de Évora presta homenagem pública ao homem que foi um dos maiores e mais marcantes cantautores de sempre em Portugal.

Excelente compositor, conseguiu conciliar a música popular portuguesa com a mensagem de intervenção social e política. Para além do extenso legado discográfico, José Afonso deixou-nos também alguns trabalhos escritos, mas sobretudo a memória de uma vida de luta constante contra a opressão e a injustiça social, que protagonizou integrando grupos e movimentos de ação cívica antes e depois da revolução de abril de 1974.

A Câmara Municipal, em colaboração com a AJA – Associação José Afonso, que por sua vez assinala o 30º aniversário da sua fundação, organizou um programa de iniciativas em vários locais da cidade, que pretendem homenagear a memória de José Afonso, dando também a conhecer a sua vida e obra musical.

Programa:

 

Exposição discográfica interativa "Desta Canção Que Apeteço"

Terá inauguração a 03 de fevereiro, pelas 18h, no Palácio do Barrocal (INATEL) e ficará patente até 4 de Março.

Será exposta toda a obra discográfica de José Afonso. Pretende-se que esta seja uma exposição de carácter interativo, onde para além da apresentação das capas dos discos, os visitantes possam ouvir as músicas e assistir a um vídeo realizado por Tiago Pereira, com o testemunho de instrumentistas que participaram nos discos, relatando essa colaboração. Da exposição fazem ainda parte livros sobre a obra de José Afonso e outros temas relacionados, assim como partituras, fotografias, instrumentos musicais e outros objetos do "universo" de José Afonso, como gira-discos, gravador e o prémio "disco de ouro". Trata-se, portanto, de uma exposição que reúne materiais únicos e diversificados, destinada a públicos de todas as idades, que dá uma perspetiva completa da obra de José Afonso e da sua riqueza do ponto de vista musical, poético, histórico e cultural.

 

Tertúlias "Insisto Não Ser Tristeza"

  • No dia 09 de fevereiro, no Hall do Teatro Garcia de Rezende, pelas 21h30, tertúlia subordinada ao tema "Segredos na Música de José Afonso", com Francisco Fanhais e Amílcar Vasques Dias (piano).
  • No dia 23 de fevereiro, dia em que ocorreu o falecimento, a Sociedade Harmonia Eborense associa-se à homenagem organizando uma tertúlia. O serão será de conversa e música com os cantores A P Braga e Benjamim, em torno do tema "Zeca Afonso e o canto de intervenção. Ontem e hoje". Estará patente uma pequena exposição fotográfica alusiva a José Afonso, da responsabilidade do fotógrafo eborense J​osé Manuel Rodrigues. Terá início às 22h30.
  • No dia 24 de fevereiro, novamente no Hall do Teatro Garcia de Resende, pelas 21h30, tertúlia subordinada ao tema "o pensamento e os valores do Zeca Afonso: a utopia, a liberdade, a cidadania". Contará com a presença do Professor Silvério Rocha-Cunha

Espetáculo Musical

A homenagem a José Afonso encerrará a 04 de março com um espetáculo no Teatro Garcia de Resende, às 21h30, com Francisco Fanhais, Nuno do Ó, Grupo Coral da Escola André de Gouveia, Vozes do Imaginário, Rui Pato e Pedro Pinto.