18 dezembro 2015

Com cerimónia nos Paços do Concelho de Évora: Mecachrome Aeronáutica adjudicou construção de futura fábrica

“Este é um dia particularmente feliz para Évora, para a região e para o país” considerou o autarca Carlos Pinto de Sá.

​​A empresa Mecachrome Aeronáutica assinou o contrato de adjudicação da futura fábrica de Évora com a construtora Lúcios, esta sexta-feira, 18 de dezembro, nos Paços do Concelho de Évora. Na cerimónia, foi também apresentada a maquete das futuras instalações desta unidade fabril pela equipa responsável pelo projeto de arquitetura  J.A. Arquitetos.

 

O gerente da Mecachrome Aeronáutica, Patrick Razat sublinhou "a importância estratégica para o grupo deste projeto". Destacou as questões da formação dos trabalhadores, estando já a decorrer contactos com os centros de formação, bem como a responsabilidade social da empresa, uma vez que a fábrica disporá de instalações sociais para os trabalhadores, sem esquecer os seus filhos que terão uma creche.

 

O Presidente do Município de Évora, Carlos Pinto de Sá, anunciou que a licença de construção já está disponível a partir de hoje, o que garante que todos os trabalhos têm a cobertura legal necessária. Valorizou também a rapidez com que foram contornadas todas as burocracias para chegar a esta fase, destacando em especial o trabalho da equipa do Município que, sem perder o rigor, tem dado uma resposta muito eficiente às exigências do projeto.

 

A importância da formação também foi reforçada pelo autarca, salientando o papel decisivo do IEFP e mencionando também conversações mantidas com a Universidade de Évora para a criação de cursos que possam corresponder aos interesses das empresas do Cluster Aeronáutico de Évora. No decurso da intervenção reconheceu o esforço da CCDRA na ultrapassagem das dificuldades que conduziram à fase atual. Tudo parte de um processo de trabalho conjunto que tem vindo a ser realizado entre as empresas e as diversas entidades institucionais e prossegue a bom ritmo.

 

Carlos Pinto de Sá destacou ainda as preocupações sociais da Mecachrome, disponibilizando-se para a colaboração a este nível, sublinhando os grandes desafios dos próximos tempos que se colocam ao concelho. Isto porque Évora não consegue satisfazer com recursos próprios toda a mão-de-obra necessária, tendo de recorrer à fixação de trabalhadores vindos de fora e todas as instituições devem contribuir para dar a melhor resposta a estas questões.

 

Recordando que o contrato nacional com a AICEP aguarda assinatura, o Presidente da Câmara de Évora fez votos para que esta se concretize já em janeiro, dando assim seguimento a este empreendimento de significativo valor para a economia regional e nacional. "Este é um dia particularmente feliz para Évora, para a região e para o país" relevou o autarca.

MaqueteMecachrome.jpg Mecachrome1.jpg Mecachrome2.jpg Mecachrome3.jpg Mecachrome4.jpg Mecachrome4a PatrickRazat.jpg Mecachrome5.jpg Mecachrome6.jpg MecachromeMM1.jpg MecachromeMM2.jpg