25 janeiro 2017

Município de Évora incentiva à alimentação saudável nas escolas

​​A Escola Básica Conde Vilalva recebe durante esta semana o Almoço Virtual, um projeto de educação para a saúde que promove a informação e o espírito crítico das crianças e adolescentes para efetuarem escolhas alimentares saudáveis. A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Élia Mira, assistiu à iniciativa e mostrou-se satisfeita com a qualidade deste evento.

Durante a passada semana foi a vez dos alunos da Escola Básica Manuel Ferreira Patrício conhecerem o projecto que esteve nas Piscinas Municipais. Ambas as escolas foram as únicas do concelho que se inscreveram para receber o projecto que pode conhecer mais ao pormenor em www.almocovirtual.pt

No ano letivo 2016-2017 o Almoço Virtual já passou pelo Porto e por Lisboa, agora pelo Alentejo (Évora e Beja) e passará por Coimbra, voltando a Lisboa na Primavera, onde permanecerá até Junho. Em Évora, estará de 16 a 27 de Janeiro e contará com a participação de duas escolas, a EB Manuel Ferreira Patrício e a EB Conde Vilalva, com os alunos do 2º e 3º ciclos, num total de 32 turmas e 621 alunos de ambas as escolas.

Foto1.jpg

O projeto Almoço Virtual resulta de uma parceria entre a Janssen (empresa farmacêutica do grupo Johnson & Johnson) e a consultora KeyPoint com o apoio institucional da Direção Geral de Saúde. O Município de Évora também se associou, facilitando que os Agrupamentos de Escola/alunos do Concelho beneficiem do mesmo.

Este projecto nacional enquadra-se na prevenção e esclarecimento da população, dado que em Portugal se assiste a uma alteração de estilos de vida, nomeadamente do tipo de dieta que se tem vindo a afastar da Dieta Mediterrânea, incorporando características menos saudáveis. Estas decorrem de uma alimentação baseada em maior quantidade de gorduras e hidratos de carbono e que cada vez mais contribuem para a falta de saúde das pessoas. O projeto visa tanto a promoção de escolhas informadas como a minimização do impacto das desigualdades socioeconómicas, especialmente junto da população escolar, respetivas famílias e comunidade.

Consiste num autocarro transformado que leva o self-service Almoço Virtual a cada escola. As turmas visitam a exposição acompanhadas de um professor responsável. Um grupo dirige-se ao autocarro, onde realiza duas atividades distintas: o Self-service de almoço virtual e um jogo de equivalências com o nome Sabes o que comes?. O outro grupo fica na sala de aula, acompanhado pelo monitor, que realiza uma pequena palestra interativa sobre alimentação, chamada Sabes como funciona?. Fala de vários perigos para a saúde que esconde a alimentação actual, das doenças que podem causar e como os evitar. Quando a atividade termina em ambos os locais, os alunos trocam, sendo que aqueles que estavam na sala vão para o autocarro e vice-versa. No final, todos realizam um pequeno inquérito de perceção acerca dos seus hábitos alimentares.

Foto2.jpg

A Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Élia Mira, sublinhou o mérito desta iniciativa que vem ao encontro da política municipal já praticada nos refeitórios escolares.                                                                                  

"Temos este cuidado, sobretudo naquilo que é a preparação da nossa ementa única que serve os diversos estabelecimentos escolares, mas também já algumas IPSS, nomeadamente associações de idosos e reformados, que seguem a nossa ementa. Uma ementa equilibrada, preparada por nutricionistas, porque temos a noção que a alimentação equilibrada é a base para que estes miúdos possam ter sucesso escolar". 

Recordou que "há imensos miúdos que a única refeição equilibrada que tem é aquela que lhes é fornecida pelos refeitórios escolares e por isso estas campanhas de sensibilização para opções saudáveis servem também para a tomada de consciência daquilo que devemos ou não incluir na nossa alimentação e é fundamental começar nestes escalões etários mais baixos". Ou seja mostrar-lhes que tem muitas opções verdadeiramente saudáveis e "levá-los a fazer escolhas saudáveis no seu dia a dia, sabendo que de vez em quando até poder cometer «pecado» gastronómico".  

"Foi uma sessão de sensibilização muito esclarecedora e penso que muito motivadora também para os miúdos, eles estavam muito interessados e por isso da nossa parte é um prazer acolher esta iniciativa que encaixa claramente naquilo que é a nossa promoção de estilos de vida saudáveis ao longo do ano", afirmou ainda a autarca.                                                                                    

"É importante ter, diariamente, uma alimentação saudável e equilibrada, depois há dias especiais (Natal, Páscoa, por exemplo)  em que podemos "prevaricar" um bocadinho", comentou aos alunos no final da sessão a gestora do Projecto, por parte do Grupo Keypoint, Clara Guapo, destacando que "ter espírito crítico é essencial no que toca à escolha dos alimentos" para evitar consequências graves para a saúde a curto ou longo prazo. 

Foto.jpg Foto1.jpg Foto2.jpg Foto3.jpg Foto4.jpg Foto5.jpg Foto6.jpg Foto7.jpg Foto7a.jpg Foto8.jpg Foto9.jpg Foto10.jpg Foto11.jpg Foto12.jpg Foto13.jpg Foto14.jpg  Foto15.jpgFoto16.jpg  Foto17.jpg Foto18.jpg Foto19.jpg Foto20.jpg Foto21.jpg Foto22.jpg Foto23.jpg Foto24.jpg