27 agosto 2018

“A Viagem do Elefante” será um dos pontos altos do Festival Artes à Rua

Na próxima sexta-feira, 31 de agosto, o Festival Artes à Rua terá um dos seus pontos altos.

Depois de Viviane, Ricardo Ribeiro, Maria João e "Alma Nuestra" com Salvador Sobral, artistas consagrados de projeção nacional e internacional, depois do desfile de mais de uma centena de espetáculos e demonstrações artísticas onde se abriu palco à participação de criadores locais, Évora terá mais um espetáculo de grande relevo, onde a monumentalidade do elemento cénico e o envolvimento comunitário no desempenho artístico serão os pontos fortes.

"A Viagem do Elefante" é um espetáculo teatro-musical de rua, criado à volta de um engenho cénico de grandes dimensões, o elefante Salomão. À volta dele, prosseguindo uma matriz vincadamente comunitária, serão envolvidos os agentes locais: atores, músicos, ativistas culturais e também a população, irão participar no desenvolvimento cénico. Para que tal seja possível, será desenvolvido um trabalho preparatório que consiste em ensaios a decorrer durante a semana anterior ao espetáculo. Equipas técnicas e artísticas especializadas darão formação aos participantes em exercício para uma integração capacitada de todos os elementos.

A dramaturgia incidiu na visão poética e humanista da obra de José Saramago, em concreto "A Viagem do Elefante", um conto histórico publicado em 2008 pelo escritor português que foi distinguido com o Prémio Nobel da Literatura em 1998, e que o próprio José Saramago classificou como "uma metáfora da vida humana". Neste espetáculo são sublinhados os momentos (texto e ações) que, pelas suas potencialidades teatrais, sejam reveladores da essência da obra: "uma combinação de personagens reais e inventadas que nos faz viver simultaneamente na realidade e na ficção; um olhar sobre a humanidade em que a ironia e o sarcasmo, marcas da lucidez implacável do autor, se combinam com a compaixão solidária com que o autor observa as fraquezas humanas."

O espetáculo "A Viagem do Elefante" é uma criação da Trigo Limpo teatro ACERT- Associação Cultural e Recreativa de Tondela, a companhia de teatro profissional que tem desenvolvido ao longo do seu percurso uma vertente de criação teatral de rua, eminentemente marcada pela envolvente comunitária.

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Fundação José Saramago, que o considerou "de relevante interesse cultural". É um tributo à sua obra e "vida de criador de livros e de sonhos", como empreendedor de "viagens magníficas que o conduziam a pessoas, a cidades, a paisagens e a futuros que somente ele conhecia mas que generosamente nos revelava".

O espetáculo terá lugar no Jardim Público, com início às 22h.