09 julho 2018

“Alentejo – Festival Internacional de Artes” começou em Évora

​​​​​

"Alentejo – Festival Internacional de Artes" começou ontem em Évora

Promovido pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora, o "Alentejo – Festival Internacional de Artes" vai decorrer de 07 a 29 de julho. Tendo como palco principal a cidade de Évora, vai no entanto difundir-se por várias localidades do Alentejo.
Este festival é o único grande evento da região ligado à divulgação e promoção do Cante Alentejano e arte dos Chocalhos, ambas as expressões classificadas Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO. Os promotores pretendem com esta iniciativa fomentar o cruzamento destas expressões tradicionais com as artes performativas e visuais contemporâneas e os patrimónios do Alentejo. 
A programação apresenta percursos com Cante e Chocalhos, espetáculos de música tradicional e contemporânea, dança contemporânea, expressões de rua, exposição de fotografia, conversas e oficinas educativas, propostas artísticas dirigidas a vários escalões etários, que se inspiram no Cante Alentejano e nas sonoridades dos Chocalhos. Motivos para visitar e viver o Alentejo durante o mês de Julho e vivenciar o que de melhor os seus patrimónios têm a oferecer. 
Ontem, sábado, foi o primeiro dia do festival, com quatro iniciativas que ocorreram na cidade de Évora: na Praça do Giraldo houve uma oficina sobre o fabrico de chocalhos e atuação dos Cantares de Évora. Às 18 horas teve lugar um concerto de chocalhos na Igreja dos Remédios. À noite, no espetáculo "Campaniça do Despique" que juntou numeroso público na Praça do Giraldo, Pedro Mestre, com a companhia do Grupo de Cantares da Aldeia Nova de S. Bento, apresentou temas da sua autoria e modas do cancioneiro tradicional alentejano. 
Pode obter toda a informação sobre o programa do "Alentejo – Festival Internacional de Artes" no site da Companhia de Dança Contemporânea de Évora acedendo a http://www.cdce.pt/agenda.asp