26 março 2020

𝗔𝗥𝗧𝗘𝗦 𝗘𝗠 𝗖𝗔𝗦𝗔 | Chamada para programação online

​A situação que estamos a viver, mais do que um grave problema de saúde pública, está a pôr em causa o paradigma socioeconómico e politico em que vivemos. A deificação do lucro, a estimulação desenfreada das pessoas para um consumo irracional de tudo - desrespeitando e destruindo o ambiente - a estimulação que daí resulta para um individualismo que corrói a própria sociabilidade, destrói sentimentos agregadores e diferenciadores das sociedades humanas, o gostar dos outros, a solidariedade, a alteridade, em suma o pensamento, a arte e a cultura.

Contra este estado de coisas têm resistido em contracorrente artistas e criadores, agentes culturais e toda a constelação de profissões e atividades associadas às artes e à cultura. Este vírus que nos paralisa e isola parece uma emanação do neoliberalismo, sem que isto nada tenha de teoria da conspiração, é apenas e só uma analogia.

Se viver das artes já não era fácil para a grande maioria dos artistas, hoje o horizonte eclipsou-se. Esperemos que este eclipse seja da mais curta duração possível e que saiamos daqui com uma consciência transformadora, que assente muito mais no ser e no estar e muito menos no ter.

A curtíssimo prazo, para tentarmos contribuir para reduzir os danos da suspensão das atividades culturais em todo o mundo, desafiamos-vos a pensar connosco como podemos criar uma 𝗽𝗿𝗼𝗴𝗿𝗮𝗺𝗮𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗼𝗻𝗹𝗶𝗻𝗲 𝗰𝗼𝗺 𝗼𝘀 𝗮𝗿𝘁𝗶𝘀𝘁𝗮𝘀 𝗲 𝗰𝗿𝗶𝗮𝗱𝗼𝗿𝗲𝘀 𝗹𝗼𝗰𝗮𝗶𝘀 - 𝗲𝘅𝗰𝗹𝘂𝘀𝗶𝘃𝗮𝗺𝗲𝗻𝘁𝗲 𝗲 𝘀𝗼́ 𝗮𝗾𝘂𝗲𝗹𝗲𝘀 𝗾𝘂𝗲 𝗻𝗮̃𝗼 𝘁𝗲̂𝗺 𝗼𝘂𝘁𝗿𝗮𝘀 𝗳𝗼𝗻𝘁𝗲𝘀 𝗱𝗲 𝗿𝗲𝗻𝗱𝗶𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝗮𝗹𝗲́𝗺 𝗱𝗮 𝘃𝗲𝗻𝗱𝗮 𝗱𝗼𝘀 𝘀𝗲𝘂𝘀 𝗼𝗯𝗷𝗲𝗰𝘁𝗼𝘀 𝗮𝗿𝘁𝗶́𝘀𝘁𝗶𝗰𝗼𝘀 (𝗳𝗶𝗰𝗮𝗺 𝗱𝗲 𝗳𝗼𝗿𝗮 𝘁𝗮𝗺𝗯𝗲́𝗺 𝗮𝘀 𝗲𝘀𝘁𝗿𝘂𝘁𝘂𝗿𝗮𝘀 𝗾𝘂𝗲 𝗰𝗼𝗻𝘁𝗿𝗮𝘁𝘂𝗮𝗹𝗶𝘇𝗮𝗿𝗮𝗺 𝗰𝗼𝗺 𝗮 𝗖𝗠𝗘 𝗰𝗿𝗶𝗮𝗰̧𝗼̃𝗲𝘀 𝗽𝗮𝗿𝗮 𝟮𝟬𝟮𝟬).

O Armazém 8 disponibilizou o espaço com os meios técnicos que tem – som e emissão em streaming – para as emissões serem feitas a partir daí, obviamente à porta fechada e respeitando todas as medidas sanitárias – formações com um nº máximo de 3 pessoas, micros envolvidos em película aderente, recipientes de gel de desinfeção de mãos acessíveis, ventilação do espaço, etc.

Enviem-nos propostas realizáveis online para luis.garcia@cm-evora.pt, com duração que não deve exceder os 15 a 20 minutos (podendo haver gravação e reposição), designação que deve constar no programa/cartaz, género artístico e ficha técnica.