12 novembro 2018

2ª Conferência Ibérica sobre a bolota teve lugar em Évora e Montemor

A bolota foi o tema em discussão durante dois dias em Évora e Montemor-o-Novo durante a 2ª Conferência Ibérica sobre este fruto extremamente comum no Montado Alentejano. Aproveitando a celebração do Dia Internacional da Bolota (10 de novembro), 14 oradores falaram sobre este produto numa perspetiva histórica, ambiental, económica, nutricional e sociocultural.

A sessão de abertura decorreu no Auditório da Universidade - Colégio do Espírito Santo, com a presença de Carlos Pinto de Sá, Presidente da Câmara Municipal de Évora. O autarca aproveitou a ocasião para salientar a importância da bolota como "marca da identidade alentejana", numa fase em que a perda de ligação à terra tem sido visível, alertou. Pinto de Sá manifestou, ainda, confiança no potencial de desenvolvimento deste produto em contexto de Montado. 

O segundo dia da conferência realizou-se em Montemor-o-Novo com visitas ao Montado (Escoural), seguidas de almoço na Herdade do Freixo do Meio, em Foros de Vale de Figueira, onde se efetuaram sessões de demonstração/transformação e degustação de produtos com origem na bolota, também tradicionalmente designada como "boleta" ou "boletra".

A organização esteve a cargo do Espaço VIPA 1051, do ICAAM – Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais Mediterrânicas, Governo de Portugal, Fundação Para a Ciência e Tecnologia e Herdade do Freixo do Meio, com apoio da Câmara de Évora.  

DSC_1337.JPG