27 setembro 2018

Aqueduto vai “regar” espaços verdes da cidade

A Câmara Municipal de Évora está a implementar o projeto "LIFE - Água de Prata" cujo objetivo é, entre outros, reutilizar a água das nascentes do Aqueduto da Água de Prata para a rega de alguns espaços verdes da cidade. São abrangido neste projeto os jardins da zona oeste da cidade, desde o Bairro da Cartuxa até ao Bairro de N.ª Sr.ª do Carmo.

O Projeto, com um orçamento global de 1.354.352€, co-financiado em 60% pela Comissão Europeia (programa LIFE), terá a duração de quatro anos e meio.

Ao longo deste período, a edilidade irá realizar trabalhos de adaptação no aqueduto, de forma a harmonizar o seu valor patrimonial com a construção de uma rede de distribuição de água, capaz de regar 50% das áreas verdes urbanas por gravidade, poupando também energia.

Complementarmente, o projeto LIFE – Água de Prata procura promover uma adaptação estrutural das áreas verdes urbanas de forma a adaptarem-se às ondas de calor e chuvadas extremas, recorrendo a soluções naturais, que sejam eficientes no uso da água e da energia.

Deste modo, o projeto foi concebido num contexto de previsão de alterações climáticas, nomeadamente: diminuição da precipitação anual; secas mais severas e intensas; aumento da temperatura e das ondas de calor; e aumento de chuvadas extremas. Além disso, grande parte dos espaços verdes urbanos são actualmente regados com água tratada, cuja origem poderá vir a escassear.

Com estas medidas, a edilidade espera poupar cerca de 120.000m3 de água tratada; reduzir o consumo de energia (bombeamento de água) através do fornecimento gravítico de água a 50% das áreas verdes urbanas (redução de emissão de 2,16 toneladas de CO2/ano) e reduzir o consumo de água para rega, através de medidas de eficiência do uso da água (30.000m3/ano), para além de outras vantagens.