19 janeiro 2017

Arte urbana embeleza o Centro Histórico de Évora

Um exemplo de como uma boa ideia e o talento artístico, juntos, podem deixar uma cidade mais bonita

Transformar o aspeto exterior de edifícios antigos, desabitados e em mau estado de conservação, fazer dos tapumes aplicados nas portas e janelas uma tela de pintura, foi uma ideia da União de Freguesias de Évora em colaboração com a Câmara Municipal.

Uma ideia que tornou possível, por um lado, minorar a imagem negativa de um edifício em degradação situado numa das zonas nobres da cidade e por outro chamar a atenção para quem, tendo capacidade para tal, decida intervir na sua recuperação.

Segundo Nuno Cabrita, da União de Freguesias, o exemplo é para ser seguido. Basta que os proprietários de imóveis nestas condições concedam a devida autorização, ou até que eles próprios tenham a iniciativa de entrar em contacto com a União de Freguesias.

Para além de beneficiar a imagem da cidade que completou no ano passado o 30º aniversário sobre a classificação de Património Mundial pela UNESCO, esta é também uma oportunidade para os artistas mostrarem publicamente o seu trabalho, que neste caso pertenceu a Anabela Calatroia.

Fica o exemplo de como uma boa ideia e o talento artístico, juntos, podem deixar uma cidade mais bonita.