06 maio 2016

Autarquia empenhada na consolidação das ruínas das Termas Romanas de Évora

A Câmara Municipal de Évora iniciou nos primeiros dias de Maio a obra de consolidação das ruínas das termas romanas situadas no edifício dos Paços do Concelho

​​​​

Dia 5 de Maio​ realizou-se uma reunião de trabalho entre técnicos municipais e responsáveis pela obra. O Vereador do Pelouro da Cultura, Eduardo Luciano, tomou parte inteirando-se do decurso dos trabalhos.
Descobertas em 1987 quando decorriam obras no interior do edifício dos Paços ​​do Concelho e desde então abertas ao público, são neste momento um dos mais visitados monumentos da cidade. No entanto, com o tempo, foram apresentando problemas de conservação a que urgia responder: alvenarias degradadas, problemas de infiltração que originaram degradação de revestimentos, para além da necessidade urgente de estabilização de elementos estruturais. 
Contando com a colaboração técnica da Direção Regional de Cultura do Alentejo, procedeu-se à inspeção e mapeamento das zonas a reparar, com programação das intervenções a realizar de acordo com o diagnóstico efetuado. Dado o elevado nível de exigência técnica, a obra foi adjudicada a 2 empresas nacionais especializadas. Prevê-se que os trabalhos tenham a duração de 5 semanas com um custo total de 18.650,00 €. A intervenção justifica-se por razões estritas de conservação desta importante estrutura arqueológica e insere-se no respetivo programa de valorização e musealização.

 

Esta biblioteca ou já não existe ou não tem quaisquer imagens na mesma. Selecione uma biblioteca diferente.