10 janeiro 2017

Câmara prepara programa interativo no âmbito da exposição “O centro histórico de Évora e as artes do trabalho (1930-1960)”

A exposição fotográfica e documental patente no Convento dos Remédios terá um programa de iniciativas que irão promover a interatividade com a população durante os próximos meses

A exposição fotográfica e documental patente no Convento dos Remédios terá um programa de iniciativas que irão promover a interatividade com a população durante os próximos meses. O anúncio foi feito no passado sábado, 7 de Janeiro, pela Drª Carmen Almeida, Chefe da Divisão Municipal de Cultura e Património, por ocasião de uma visita guiada à referida exposição.

O programa integra para além desta, diversas visitas guiadas: a de hoje foi a primeira de uma série que terá continuidade todos os sábados, cada uma direcionada para aspetos concretos da exposição.

No sábado os mais de 50 visitantes, para além de terem dedicado a sua atenção às fotografias, documentação diversa, instrumentos e ferramentas de trabalho que constituem o espólio do certame, tiveram oportunidade de apreciar uma instalação artística da autoria de João Sotero. O escultor utilizou como materiais as ferramentas de uma carpintaria, cujo proprietário, Luís Silva, doou à Autarquia. João Sotero criou assim um espaço onde a vertente artística de autor se conjuga com as artes do trabalho, tema base da exposição. A apresentação esteve a cargo do próprio autor.

Está ainda previsto um ciclo de conversas temáticas abertas a todos os interessados, que contarão com a participação de especialistas convidados. Podemos adiantar que estas conversas irão acontecer nas segundas e últimas quintas-feiras de cada mês, sempre às 18h. A primeira, em data a anunciar brevemente, terá como convidado o Professor Doutor Jorge Oliveira. Será feita uma abordagem à evolução das diversas profissões ao longo da História, com oportunidade para ligar a temática desta exposição à outra que está patente no piso térreo do Convento dos Remédios, sobre o megalitismo.

Para além do programa de iniciativas, a exposição pode ser visitada de segunda a sexta das 10h30 às 12h30 e das 14h às 17h30, e aos sábados das 14h às 17h, até ao dia 02 de Julho.