Conselho Local de Ação Social de Évora promoveu Momento Informal

​O Conselho Local de Ação Social de Évora dinamizou no dia 27 de Junho um "momento informal" da Rede Social, na sede da União de Freguesias do Bacelo e Sra. da Saúde/Edifíco da Sra. da Saúde.

 

Um convívio que reuniu dirigentes e técnicos da área social para assistirem ao ao filme "Eu, Daniel Blake", de Ken Loach, como momento de partilha e reflexão sobre as práticas ao nível da intervenção social local e acima de tudo sobre a necessidade de consciencializar quem trabalha com pessoas fragilizadas para a compreensão e respeito pelas suas vidas em momentos tão delicados.

 

Este filme, que ganhou Palma de Ouro em Cannes, fala da burocracia e insensibilidade que tomou conta de funcionários estatais ingleses e que os levou a tornarem a vida do cidadão comum num inferno ao deslocarem-se aos serviços. Práticas que se foram impondo com a doutrina neoliberal que fustigou cruelmente a União Europeia nas últimas décadas.

 

Diagnosticado com um grave problema de coração, Daniel Blake (Dave Jonhs), um viúvo de 59 anos, tem indicação médica para não trabalhar até recuperar. Mas, quando tenta receber os benefícios do Estado que lhe concedam uma forma de subsistência, vê-se enredado numa burocracia injusta e constrangedora. Apesar do esforço em encontrar um modo de provar a sua incapacidade, ninguém está interessado em ajudá-lo.

 

Aquando de uma espera numa repartição da Segurança Social conhece Katie (Hayley Squires), uma mãe solteira com duas crianças a precisar de ajuda urgente, que se mudou recentemente de Londres para Newcastle (Ingalterra). Daniel e Katie, dois estranhos cujas voltas da vidas os deixaram sem sustento, vêem-se obrigados a aceitar ajuda do banco alimentar. E é no meio do desespero que se tornam a única esperança um do outro.

C1.JPG C2.JPG