02 julho 2019

Conservação da biodiversidade: morcegos já “dominam” o Alto de São Bento

No Núcleo Museológico do Alto de São Bento (ASB) já se preparam algumas atividades de verão na área da conservação da biodiversidade e da educação ambiental.

Depois da inventariação de Abril e Setembro de 2018, que permitiu identificar no ASB pelo menos 5 espécies morcegos, estão agora a ser preparadas medidas tendo em vista a conservação destas espécies pertencentes à ordem Chiroptera.

Em Portugal Continental são conhecidas 25 espécies de morcegos, todas elas inofensivas para o ser humano e exclusivamente insectívoras. Em média, um morcego pode chegar a comer o equivalente ao seu próprio peso em insetos numa só noite, o que o torna no melhor amigo dos agricultores devido ao controlo natural de pragas que assim efetua.

Devido à sua elevada importância ecológica, todas as espécies de morcegos são protegidas por lei (Convenção de Berna, Directiva Habitats, Convenção de Bona e Acordo sobre a Conservação das Populações de Morcegos Europeus [EUROBATS]), sendo também os seus abrigos protegidos, pela Convenção de Berna e pela Directiva Habitats.

Desta forma, para sensibilizar a população sobre a importância destas espécies e promover a sua conservação, serão efetuadas em Julho, Agosto e Setembro as atividades "O admirável mundo dos morcegos", sobre a biologia, o ciclo de vida e a importância destas espécies para os ecossistemas, "Morcegos à solta…", de deteção de morcegos em voo, recorrendo a aparelhos detetores de ultra-sons e ainda a atividade "A minha caixa-abrigo", de construção de abrigos artificiais em madeira que posteriormente servirão de refúgio para estas espécies.

As atividades serão realizadas ao fim da tarde e início da noite, com destaque para a noite de 30 de agosto, a "Noite Europeia dos Morcegos". Estas são atividades para toda a família, com inscrições limitadas e que podem ser efetuadas através do nº telefónico 266 736 163.