22 setembro 2017

Exposição “Cantão e a Rota Marítima da Seda” inaugurada em Évora com a presença do Embaixador da República Popular da China

​​

Foi ontem inaugurada no Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, em Évora, a exposição "Cantão e a Rota marítima da Seda". 30 Peças do Museu de Guangzhou (Cantão) ilustram as relações marítimas e comerciais entre o território do Cantão e a Europa, incluindo concretamente Portugal. Compõem o conjunto exposto porcelanas, cerâmicas, diversos objetos em vidro, moedas de prata e pinturas a óleo, entre as quais algumas com mais de 2.000 anos.

Esta exposição merece destaque especial por se tratar da primeira vez que um museu chinês é autorizado a enviar para Portugal uma coleção de grande valor histórico artístico. A respetiva organização foi partilhada pela Câmara Municipal de Évora, Museu de Guangzhou, Observatório da China e Direção Regional de Cultura do Alentejo. A organização teve o apoio da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, Embaixada da China e Câmara Municipal de Lisboa

Esteve presente na cerimónia de inauguração uma delegação chinesa composta pelo Embaixador Cai Run e pela Vice-Diretora do Departamento de Cultura de Guangzhou, Ou Caiqun. Marcaram presença em representação de entidades nacionais, para além do Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, o Diretor do Museu Nacional Frei Manuel do Cenáculo, António Alegria, o Presidente do Observatório da China, Rui Lourido, Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, a Diretora Regional de Cultura do Alentejo, Ana Paula Amendoeira e o representante do Ministro da Cultura Fernando António Pereira.

Cada uma das individualidades teve oportunidade de manifestar satisfação pela iniciativa, que referiram constituir um importante fator de aproximação entre os dois países, abrindo portas à criação de condições para o incremento da cooperação bilateral, não só na área da cultura, como noutras de importância estratégica para ambos os países. A este propósito o Presidente da Câmara Municipal teve oportunidade de referir que em reuniões havidas nesse mesmo dia já haviam sido debatidos aspetos concretos da futura cooperação, designadamente nos campos da economia, ciências, tecnologia e cooperação científica, com a intervenção da Universidade de Évora.