06 novembro 2017

Festival Condomínio celebrou os 40 anos da Malagueira com edição especial

A Casa do Baloiço (rua Adriano Correia De Oliveira, 28), na Malagueira, acolheu ontem, 5 de novembro, um diversificado conjunto de iniciativas de reflexão e animação com o propósito de "redescobrir a Malagueira a partir dos seus interiores e das suas gentes", inseridas no Festival Condomínio.

Foi um domingo diferente que começou com um percurso orientado por Susana Mourão entre o Templo Romano e a Malagueira. Na Casa do Baloiço a tarde contou com uma oficina de Origami (representações de seres ou objetos através de dobras em papel), a instalação "Desejo", de Silvia Lopes, para além de jogos para miúdos e graúdos.


Particular interesse despertou o ciclo de conversas onde esteve presente Eduardo Luciano, vereador da cultura da Câmara de Évora, em que Mário Gomes apresentou uma entrevista a Álvaro Siza – o arquiteto do Bairro da Malagueira – intitulada "um bairro ou uma estranha e nova forma de vida". Sónia Alves falou da "provisão de habitação económica e a mistura social na cidade de Évora | plano de pormenor da Malagueira" e Miguel Gama apresentou a "Malagueira [fotografada] por quem vive". A conversa encerrou com o álbum fotográfico "As pessoas fazem as casas", por Teresa Branquinho, uma habitante no bairro há décadas.

O Condomínio é um Festival de Cultura Local em Espaços Habitacionais, que abre portas para a ocupação temporária de espaços privados de carácter habitacional, com o intuito de promover e divulgar o panorama artístico e cultural, assim como o património arquitetónico de uma cidade.

DSC_0100.JPG

DSC_0124.JPG