23 novembro 2016

Formandos da Cercidiana mostram habilidades profissionais

​Uma mostra de habilidades profissionais decorreu esta manhã (23 de Novembro) nas instalações do NERE - Núcleo Empresarial da Região de Évora, promovida pelo Setor da Formação e Emprego da Cercidiana que dinamiza a formação e integração sócio-profissional de pessoas com deficiência e incapacidade.

 

Visou essencialmente mostrar o trabalho dos formandos ao vivo e divulgar junto de empresas e instituições a qualidade profissional dos formandos da Cercidiana em áreas tão variadas como os Acabamentos em Madeira, a Manutenção Hoteleira, os Serviços Agrícolas e Pecuários, a Restauração, os Serviços de Gerais de Hotelaria ou a Assistência Familiar de Apoio à Comunidade.

 

A mesa da sessão de abertura, teve como anfitrião o Presidente da Direção do NERE, Vítor Ramalho e contou também com a participação da Vice-Presidente da Câmara Municipal de Évora, Élia Mira, entre outras individualidades.

 

A Vice-Presidente Élia Mira fez uma breve intervenção na sessão de abertura para felicitar a organização do evento e destacar a importância do trabalho realizado.

 

"Quando nós falamos de uma cidade que é uma Cidade Educadora e que se preocupa com o bem estar de todos, e em todo o tempo com a educação ao longo da vida, faz-nos todo o sentido que possa haver esta mostra das competências que são adquiridas e sobretudo na mais valia que podem representar para o nosso mercado de trabalho e para a empregabilidade".

 

Agradecendo o convite feito ao Município, sublinhou a disponibilidade para continuar a colaborar com a Cercidiana e "sobretudo trabalhar em conjunto para que as pessoas que se esforçam por fazer a sua formação possam também encontrar um futuro digno de acordo com aquilo que são os seus sonhos e ​as suas aspirações".

 

Ana Gomes (Cercidiana) foi a oradora seguinte que apresentou os cursos de formação e falou da importância da formação prática e das parcerias.

 

Jacinta Godinho (Centro Social e Paroquial Nª Sª Auxiliadora) relatou a experiência de ter alguns formandos na instituição e da intenção de prosseguir com esta parceria.

 

Carmen Nunes (Gabinete de Inserção Profissional Inclusivo) falou das medidas de integração profissional dos formandos. Sublinhou as vantagens que usufruem tanto estagiários como entidades promotoras no âmbito dos estágios de inserção ou empregos apoiados em mercado aberto. Divulgou ainda a marca Entidade Empregadora Inclusiva do Instituto de Emprego e Formação Profissional e as suas vantagens para as empresas empregadoras.

Foto1.jpg Foto2.jpg Foto3.jpg Foto4.jpg Foto5.jpg Foto6.jpg Foto7.jpg Foto8.jpg Foto9.jpg Foto10.jpg Foto11.jpg Foto12.jpg