30 maio 2018

JI N. Sra. da Piedade inaugurou "A Hortinha" no Jardim Público

O Jardim Infantil Nossa Senhora da Piedade inaugurou hoje (30 de Maio) "A Hortinha" no Jardim Público de Évora. Um espaço onde cultiva os seus produtos hortícolas e permite às crianças aprender mais sobre educação ambiental e alimentação saudável.

 

Recorde-se que Jardim Infantil enviou um ofício à Câmara de Évora a pedir a cedência de um pequeno canteiro no Jardim Público, uma vez que após as obras de requalificação da Igreja de S. Francisco e da Capela dos Ossos foi-lhe pedido que não tenha água, nem plantas no quintal, pois foi considerado que estava a contribuir para a deterioração dos ossos da capela.

 

A autarquia eborense fez a cedência do canteiro, de ponto de água e disponibilizando-se para apoio técnico (se  necessário), uma vez que esta proposta faz sentido no âmbito da intervenção camarária enquanto Cidade Educadora e como promotora do Programa de Educação para a Sustentabilidade.

 

Consultados os restantes estabelecimentos de educação do Centro Histórico, à exceção do CAIE que já tem uma horta noutro espaço cedido pela CME,  mais nenhum se mostrou interessado em também ter espaço.

 

No decorrer do corrente ano, foram criados 3 canteiros pela Câmara e colocada terra vegetal (mistura de terra in natura com restos de plantas decompostos). O Jardim de Infância instalou a vedação, os pais contribuíram com oferta de ferramentas e produtos hortícolas e as crianças, em conjunto com a Educadora, fizeram a plantação. Esta, já está a dar resultados, tendo as crianças já colhido alfaces e ocupando-se na confeção de um espantalho. Colocaram ainda uma placa informativa que explica a oportunidade pedagógica e o enquadramento da autarquia.

 

Durante a inauguração foi salientado que, embora meninos e professores tenham ficado muito tristes quando lhes foi pedido para deixarem de ter a sua hortinha no espaço do Jardim de Infância, consideraram "ser por uma boa causa, para a preservação do património da nossa cidade". Além disso,  "quando cultivamos frutas e legumes, não só podemos alimentar-nos de forma mais saudável, como também estamos a contribuir para preservar o nosso planeta, pois evitamos a poluição causada pelos transporte de alimentos desde países muito distantes até Portugal".

 

O apoio camarário a esta iniciativa é um pequeno exemplo da estratégia que a Autarquia pretende implementar no Concelho que inclui, entre outros aspectos, fornecimento de produtos locais a várias cantinas escolares, aposta na dinamização da pequena e média agricultura familiar, redução da amplitude dos ciclos de produção e consumo de produtos e procura de soluções de escoamento para os produtos locais.

 IMG_20180529_180212.jpg IMG_20180529_180349.jpg IMG_20180529_180408.jpg IMG_20180529_181441.jpg

 ​