05 outubro 2015

Organizadas pelo Lar de Santa Helena Irmãs Adoradoras: Jornadas comemorativas “20 Anos de Intervenção em Casa Abrigo”

Carlos Pinto de Sá destacou o trabalho realizado pelo Lar de Santa Helena como exemplo inspirador.

O Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, participou na abertura do seminário "Novos Desafios no Apoio a Vítimas de Violência Doméstica" realizado no dia 2 de outubro, na Fundação Inatel, em Évora. O evento, que assinalou os "20 Anos de Intervenção em Casa Abrigo", foi promovido pelo Lar de Santa Helena Irmãs Adoradoras em conjunto com diversos parceiros, entre eles o Município de Évora. No final da sessão de abertura foi feito um minuto pelas vítimas de violência doméstica e acendidas velas em respeito pela sua memória, sendo que só este ano já foram consumados 24 assassinatos de mulheres em Portugal.

 

Na sessão de abertura proferiram também intervenções Júlia Bacelar Gonçalves (Diretora do Lar de Santa Helena); Leontina Bastos (Gestora da Delegação de Évora da Fundação Inatel); e Fátima Duarte (Presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género) e Ana Beatriz Cardoso (Jurista do Lar de Santa Helena) que fez a apresentação do tema e dos convidados.

 

O Presidente Carlos Pinto de Sá recordou um pouco da história do problema social da violência doméstica ao longo dos tempos e a tomada de consciência gradual feita, nomeadamente nas últimas décadas quando se passou a dar mais visibilidade aos crimes de violência doméstica e a criar mais legislação nesta matéria.

 

Salientou o empenho a este nível da autarquia que gere e a importância do trabalho em parceria com as diversas instituições, sobretudo através da Rede Social do Concelho. Salientou o exemplo do Lar de Santa Helena como inspirador para o trabalho concreto que é preciso continuar a concretizar nesta matéria.

 

"Queria aqui, em nome do povo de Évora, prestar uma profunda homenagem ao Lar de Santa Helena e fazer votos para que continuem com este empenhamento, porque esta é uma causa dos valores humanistas, de transformação da sociedade" afirmou o autarca eborense concluindo que "precisamos de construir sociedades mais justas a todos os níveis e também com este tipo de valores e este exemplo traduz-se não apenas pela vontade, mas pela prática".

 StaHelena1.jpg

StaHelena2.jpgStaHelena3.jpg