14 novembro 2019

Omar Sosa & Taller de Músics Ensemble e Jack Broadbent tocam em Évora em novembro

A Câmara Municipal de Évora, apostada em multiplicar as culturas e tendências artísticas que a cidade acolhe, traz ao Teatro Garcia de Resende Omar Sosa, no próximo dia 19 de novembro (terça), pelas 21h30. 

Acompanhado de diferentes músicos da Escola Taller de Músics para o Ensino Superior de Música (ESEM), o Taller de Músics Ensamble, um enérgico e talentoso grupo de Barcelona com que o artista há meses vem colaborando, este espetáculo irá revelar mais ainda a versatilidade de Omar Sosa, enquanto músico de jazz. A nível mundial, destacando-se como compositor, produtor, pianista, percussionista e líder de vários grupos, Omar Sosa mostra-se ao público, nos seus concertos, como uma figura carismática, um artista multifacetado, com uma alta capacidade de improvisação e muito sentido de humor.

Nascido em Cuba, em 1965, aos oito anos, Omar Sosa começa a estudar percussão e marimba. Entre suas influências musicais iniciais cita a música tradicional afro-cubana e compositores clássicos europeus. Quando se muda para o Equador, em 1993, mergulha nas tradições folclóricas de Esmeraldas, região da costa noroeste daquele país, cuja herança africana inclui a tradição distintiva da marimba. Pouco depois, em 1995, muda-se, de novo, para a Baía de São Francisco e depressa se torna um nome incontornável, e revolucionário, no jazz latino, com sua escrita aventureira e o seu estilo percussivo.

Até ao momento, Omar Sosa conta com mais de 100 concertos realizados, em seis continentes. Começa a sua carreira discográfica em 1997 e hoje soma 22 CD editados, cinco dos quais nomeados para prémios Grammy. Entre jazz, nova música clássica e música eletrónica, Omar Sosa move-se como ninguém, tendo já colaborado com músicos africanos, árabes, europeus, indianos, latinos e norte-americanos.

O espetáculo no Teatro Garcia de Resende tem o preço único de 5 euros. Os bilhetes podem ser adquiridos nos locais habituais ou em bol.pt.

Ficha artística: Omar Sosa - Piano, fender rhodes, eletrónica, voz | Alan Pribizchuk - Baixo elétrico | Denis Suárez – Bateria | Alvaro Mejido – Percussão | Marcel Vallés – Guitarra | Edu Pons - Saxofone alto e soprano e flauta transversal | Marta Durán - Saxofone tenor e voz

Jack Broadbent atua dia 22 na Igreja de São Vicente

O talentoso cantor e compositor que tem deixado públicos fascinados com os seus espetáculos ao vivo e com o seu estilo inigualável de tocar slide guitar regressa a Portugal, com passagem por Évora, para um espetáculo imperdível. É na Igreja de São Vicente, no Largo com o mesmo nome, no dia 22 de novembro (sexta), às 21h30.

JackBroadbent_Photo1-1.jpg

Jack Broadbent é um talentoso cantor e compositor que tem deixado audiências fascinadas com os seus espetáculos ao vivo e com o seu estilo sem igual em slide guitar. Para o final desta semana está agendado o lançamento de "Moonshine Blue", novo trabalho de originais do músico britânico.

Nascido na Inglaterra rural numa família onde a música era uma presença constante, Jack Broadbent aponta as suas influências para John Lee Hooker, Peter Green, Jimi Hendrix, Robert Johnson e Crosby, Stills, Nash & Young.  

Com raízes firmemente plantadas nos blues mais puros, Jack Broadbent está a gerar uma onda de entusiasmo global como um bluesman moderno e, porventura, o mais entusiasmante do nosso tempo.

Os bilhetes custam apenas 3 euros e podem ser comprados nos locais habituais ou em bol.pt.