05 maio 2015

Inauguração do Pavilhão Multiusos da Escola EB 1 de São Mamede

Esta é a única escola de 1º ciclo existente no Centro Histórico de Évora, sendo uma resposta essencial quer para os residentes quer para os alunos cujos pais e encarregados de educação trabalham nesta zona.

​​O Pavilhão Multiusos da Escola EB 1 de São Mamede é inaugurado esta quarta-feira (6 de Maio), pelas 17.30 horas. O protocolo conta com intervenções dos parceiros diretamente envolvidos no projeto, nomeadamente a Junta de Freguesia, (que entregará o edifício à escola), a Direção da Escola e a Câmara Municipal. Será realizada uma visita ao pavilhão, seguida de uma demonstração de ginástica da responsabilidade do Prof. Carlos Grácio.

 

Refira-se que a Escola EB1 de S. Mamede é a única escola de 1º ciclo existente no Centro Histórico de Évora, sendo uma resposta essencial quer para os residentes quer para os alunos cujos pais e encarregados de educação trabalham nesta zona. A Carta Educativa do Concelho de Évora (2006) identificou a necessidade de ampliar a escola, dotando-a de sala polivalente, biblioteca e gabinete de atendimento. A requalificação realizada no edifício, numa 1ª fase, permitiu que este estabelecimento passasse a oferecer 11 salas de aula, gabinete de professores e auxiliares. Para além disto, permitiu a ampliação do espaço do refeitório e da biblioteca. A concretização global das necessidades identificadas para esta escola, efetiva-se agora com a construção da sala polivalente/multiusos com balneários e com a abertura de portão e rampa de acesso a logradouro da escola.

 

Estas últimas intervenções, assumidas pela Câmara Municipal de Évora e pela União de Freguesias de Évora, permitiram beneficiar a escola com espaços de apoio necessários ao bom desenvolvimento educativo e social dos seus alunos e das condições de segurança. A construção da sala polivalente, a cargo da União de Freguesias de Évora, dotou a escola de um espaço de apoio fundamental e resolveu o problema de segurança colocado pela existência de um telheiro em ruína no pátio. Por outro lado, a construção da rampa de acesso à escola, a cargo da Câmara Municipal, permitiu a entrada de fornecimentos vários ao edifício e a veículos de socorro. O custo da obra foi de 43.477,05 euros (c/iva) e incluiu a empreitada de abertura de portão e rampa de acesso a logradouro da escola; o acompanhamento arqueológico da empreitada da rampa e da 1.ª empreitada do pavilhão multiusos; e o calcetamento da rampa.

​