31 outubro 2016

Pelos Caminhos do Concelho Ao Encontro das Populações na União de Freguesias da Malagueira e Horta das Figueiras

Continuando a cumprir o objetivo traçado no início do mandato, concretizou-se no passado sábado, 29/10, mais uma etapa de participação direta dos munícipes na gestão da atividade autárquica.

​​​​​​​​​​​​​

Pelos Caminhos do Concelho

Ao Encontro das Populações na União de Freguesias da Malagueira e Horta das Figueiras

 

Continuando a cumprir o objetivo traçado no início do mandato, concretizou-se no passado sábado, 29/10, mais uma etapa de participação direta dos munícipes na gestão da atividade autárquica. Nas sedes das associações, da Junta de Freguesia, ou na rua, foram colocadas questões, discutidos problemas e apontadas soluções.

Durante todo o dia, eleitos com pelouro e técnicos municipais deslocaram-se pelo Bairro da Srª. da Glória, Malagueira, Espadas, Alto dos Cucos, Escurinho e Cruz da Picada.  Visitaram as diversas associações locais e foram recebidos pelos respetivos dirigentes, que colocaram as suas questões específicas, partilharam preocupações e propuseram caminhos de solução.

Na sede do Grupo Cultural e Desportivo dos Bairros de Santa Maria e Fontanas teve lugar o encontro com os representantes das associações locais. O Presidente da Câmara convidou os presentes a apresentar as questões que tivessem, de forma franca e aberta, garantindo que todas teriam resposta, dependendo as soluções do nível de competências e da capacidade da Câmara Municipal.

Para concluir a jornada, teve lugar na sede da União de Freguesias, na Malagueira, o encontro com a população. O Presidente da Câmara deu conta da situação económico-financeira da Autarquia, referindo a recuperação que tem sido possível levar a cabo durante o presente mandato. Salientou o forte impulso que representa para a economia do concelho a instalação de empresas nas mais diversas áreas, com especial destaque para a criação do cluster aeronáutico em Évora, que só por si representa um investimento a rondar os 170 milhões de euros, com a criação de 964 postos de trabalho diretos. Referiu Carlos Pinto de Sá que este é o resultado do trabalho que tem sido feito na criação de condições que têm levado à atração de grandes empresas, algumas já instaladas e outras a caminho de Évora. 

Os presentes, na maioria residentes na Malagueira, apresentaram diversos problemas relacionados com o bairro: higiene e limpeza, qualidade das linhas de água, melhoria dos espaços públicos, equipamentos, e sobretudo atenção para questões gerais da sua valorização.

 O Presidente da União de Freguesias, José Russo, respondeu pontualmente aos munícipes, não deixando de referir o forte empenho da União de Freguesias, em colaboração com a Câmara, no trabalho da preservação e valorização do bairro.

A este propósito, Carlos Pinto de Sá garantiu que, aproveitando o 40º aniversário do início da sua construção, a Câmara assumia o compromisso de trabalhar durante o ano de 2017 no sentido da elaboração de um plano de recuperação e valorização da Malagueira, dando assim início à reversão da tendência que se tem vindo a verificar de degradação do bairro. A execução do plano não deixará de ser acompanhada por algumas intervenções pontuais mais prementes, na medida das possibilidades das Câmara.​