28 setembro 2018

Em reunião pública de 26 de Setembro: Câmara de Évora aprovou melhoria da segurança do Garcia de Resende

A Câmara Municipal de Évora aprovou por unanimidade o projecto de execução da adaptação do Teatro Garcia de Resende às exigências de segurança que decorrem da legislação em vigor.

 

Uma intervenção que consta, resumidamente, de obras no sector cénico (compartimentação dos sub-camarins, camarins e boca de cena); sector público (alterações pontuais na recepção, hall técnico e criação de instalação sanitária para pessoas com mobilidade reduzida); e  exterior (manutenção da fachada e intervenção na escada de evacuação). Esta intervenção está orçamentada em 1.394.279,77 euros (+IVA). Para além da intervenção no interior do teatro, também o parque de estacionamento no tardoz será alvo de obras de requalificação.

 

Foi aprovada por unanimidade a abertura de procedimento, aprovação da despesa e das peças processuais e nomeação do júri do procedimento referente ao Concurso Público para a Empreitada de Ligação Pedonal e Ciclável entre a Zona Norte (Bacelo) e o Centro Histórico de Évora.

 

A actualização de Valores para 2019 dos tarifários dos Serviços de Abastecimento de Águas, Saneamento de Águas Residuais e Gestão de Resíduos Sólidos foi aprovada com as abstenções do PS e PSD. Esta actualização "não comporta aumentos muito significativos, oscilando entre os 2 e os 8 cêntimos, dependendo do respectivo escalão, segundo o Presidente do Município. Refira-se que esta é uma medida à qual a autarquia eborense está obrigada ao longo dos próximos anos.

 

No período antes da ordem do Dia, o Presidente do Município eborense abordou diversos assuntos, entre eles a Festa da Malha, que há vários anos não se realizava em Évora e a Vereadora Sara Dimas Fernandes prestou informações sobre o início do ano lectivo. Clarificou ainda a actuação da Câmara no que concerne ao prazo de revogação do contrato de execução com o Ministério de Educação, mostrando, com dados concretos, que a autarquia avisou o Ministério com a devida antecedência, contrariamente às afirmações erradas do senhor Ministro da Educação.

 

Os Vereadores do PSD e PS colocaram também diversas questões à Câmara que foram respondidas pelo Presidente e restantes vereadores, entre elas uma situação urbanística no Bairro da Comenda. O Vereador Eduardo Luciano fez algumas considerações em abstrato sobre o assunto e informou que a Câmara Municipal irá, através dos seus serviços técnicos, apurar responsabilidades.

RPC 26 09 2018.jpg

 ​