09 julho 2019

Em reunião pública de 3 de Julho de 2019: Câmara de Évora conheceu programação do Artes à Rua

O​ Vereador da Cultura, Eduardo Luciano, deu a conhecer aos restantes membros do Executivo Camarário a programação do Artes à Rua, cujo início tem lugar já no próximo dia 13 e se prolonga até 5 de Setembro. Inclui mais de 130 intervenções artísticas bastante diversificadas, e envolve cerca de 300 participantes nacionais e internacionais a actuarem em palcos espalhados por toda a cidade de Évora.

 

A Vereadora Sara Dimas Fernandes informou que os serviços camarários já receberam a comunicação oficial da Comissão Europeia dando conta da aprovação da candidatura do projecto POCITYF (Positive Energy CITY Transformation Framework), submetida ao financiamento do Horizonte 2020.

 

A candidatura foi desenvolvida por um grupo alargado de trabalho, do qual fazem parte para além do Município de Évora, a EDP, parceiros da área tecnológica sediados em Évora (Universidade de Évora, PACT, entre outros), nacionais e internacionais.

 

O POCITYF é desenvolvido em quatro linhas de transição energética de actuação para tornar a cidade mais auto-sustentável e amiga do ambiente: soluções inovadoras para tornar o saldo energético positivo nos edifícios e nas áreas urbanas; sistema de gestão que permita garantir o armazenamento de energia para posterior utilização no reequilíbrio da rede de energia; implementar soluções que melhorem a integração da mobilidade eléctrica na rede de distribuição eléctrica da cidade; e co-criação de soluções que melhorem a qualidade de vida dos cidadãos e a eficiência energética da cidade.

 

Este projecto tem a duração de 60 meses e um investimento total de 22, 5 milhões de euros (destinado na sua maioria «às cidades lanterna» do projecto – Évora e Alkmaar (cidades para as quais serão desenvolvidas, implementadas e monitorizadas as soluções do projecto). Évora beneficiará de um investimento de 9,8 milhões de euros (para o total dos parceiros que trabalharão para Évora). A Vereadora louvou ainda o trabalho desenvolvido por esta equipa, o qual será apresentado publicamente em Setembro próximo.

 

No período antes da ordem do dia, tomaram posse os membros do Conselho Municipal de Segurança de Évora. Devido a alteração na legislação, a partir de agora os membros tomam posse na Câmara e não na Assembleia Municipal, pelo que foi necessário refazer o Conselho afim de poder marcar já a primeira reunião deste órgão.

 

O Presidente do Município de Évora, Carlos Pinto de Sá, deu conhecimento sobre as mais recentes informações referentes ao traçado ferroviário Sines/Évora/Espanha. Estas, tiveram por base o questionamento ao Ministro das Infraestruturas feito pelo Deputado António Costa da Silva na Assembleia da República. O Governante confirmou ao Deputado (e também Vereador eborense) que estava tomada a Opção 2, reconhecendo ainda que a estação de mercadorias e a de passageiros em Évora serão questões para resolver mais tarde. Consciente da complexidade deste processo e da decisão contrária aos interesses do concelho de Évora, Carlos Pinto de Sá comunicou que está pedida há já algum tempo uma reunião ao ministro para abordar esta e outras questões referentes à temática em causa. RPC 03 07 2019.jpg