06 maio 2016

Em reunião pública de 4 de Maio: Câmara de Évora tomou conhecimento das graves dificuldades nas escolas

​A​ grave falta de pessoal não docente nos Estabelecimentos de Educação do Concelho de Évora foi um dos temas tratados na reunião pública do Executivo Municipal.

 

Com a apresentação de análise técnica ao Contrato de Execução, celebrado com o Ministério da Educação e Ciência em 2008, a Vice-Presidente, Élia Mira, expos a insustentável situação em que se encontram as escolas devido à escassez de pessoal não docente. Problema gerado pelas políticas governamentais que definem um rácio de pessoal não docente abaixo das necessidades das escolas e que não tem em linha de conta as funções da escola a tempo inteiro, as reformas, as baixas médicas e a dispersão geográfica das escolas que integram os agrupamentos.

 

A Vice-Presidente sugeriu que este ponto se mantivesse em aberto até à próxima reunião e que a Câmara tome posição sobre a matéria afim de que possa unir-se com outros municípios  e resolver a problemática antes do início do novo ano lectivo. Tanto os Vereadores do PS como do PSD reconheceram a importância deste assunto e manifestaram a sua disponibilidade para, em conjunto, procurar solucioná-lo.

 

O Vereador Eduardo Luciano informou sobre as comemorações dos 20 Anos da Escola de Artes/Universidade de Évora, que terão lugar na próxima semana. Estas, darão origem a vários espectáculos, associando-se a autarquia à sua organização. Neste âmbito, o Presidente Carlos Pinto de Sá propôs um voto de saudação àquela instituição que foi subscrito por todos.

 

Foram aprovados por unanimidade dois votos de pesar, um pelo falecimento do funcionário da autarquia, Laureano dos Santos Augusto, apresentado pelo Presidente do Município, e outro pelo falecimento de Paulo Duarte, Presidente do Grupo de BTT da Malagueira, proposto pela Vice-Presidente, Élia Mira, que recordou o seu trabalho em prol da comunidade.

 

Aprovação unânime mereceu também o projecto de Sinalética de Emergência – Zona da Garraia, elaborado pela Comissão de Moradores da Garraia, que permitirá melhorar as condições de socorro aos moradores, segundo explicou o Vereador João Rodrigues. Uma iniciativa de cidadania activa que vale a pena realçar e valorizar, considerou também o Presidente da autarquia eborense, Carlos Pinto de Sá.

 

Foi ainda aprovada por unanimidade a minuta de protocolo de colaboração para promoção da Mostra de Atividades Económicas da Feira de S. João 2016, a celebrar entre a Câmara Municipal a Associação Comercial do Distrito de Évora, a Associação Nacional de Jovens Empresários e o Núcleo Empresarial da Região de Évora.

RPC 04 05 16.jpg