14 maio 2018

Em reunião pública extraordinária de 14 de Maio: Câmara de Évora aprovou parecer referente ao troço ferroviário Évora/Évora Norte

​Em reunião pública extraordinária, a Câmara Municipal de Évora aprovou o parecer camarário referente à discussão pública do estudo de impacto ambiental do troço ferroviário junto à cidade de Évora.

 

As conclusões do parecer foram consensualizadas e destacam:

 

- O abandono do Corredor 0 que atravessava a cidade e foi objecto de contestação geral.

 

- A rejeição do Corredor 1 que mantem uma travessia indesejável da cidade.

 

- A identificação dos impactos negativos dos Corredores 2 e 3 ainda que ultrapassem os principais problemas de atravessamento da cidade.

 

- A insistência na reconsideração do Corredor 4, abandonado no estudo, que se aproxima do traçado do IP2 e que minimizava os impactos ambientais, económicos e sociais da ligação ferroviária.

 

- A reafirmação da necessidade de incluir uma estação/cais ou zona logística de mercadorias para o desenvolvimento de Évora e da região.

 

- Sugerir um estudo sobre a possibilidade de uma variante à cidade que afaste mercadorias perigosas sem pôr em causa a ligação ferroviária.

 

A Câmara Municipal de Évora registou com agrado o esforço para se encontrar alternativas reais ao atravessamento da cidade e sublinhou a importância da solução que vier a ser escolhida garantir a redução dos impactos negativos identificados ou a identificar, bem como medidas de mitigação.

 

O referido parecer foi aprovado por maioria, com duas abstenções do PS, explicando que tal decisão se deveu a questões formais e não de conteúdo.

RPC Extraord14Maio18.jpg