14 junho 2016

Recluso de Évora adota cão do Projeto Fiel

Uma adoção e mais cinco cães treinados pelo método do reforço positivo é o balanço, muito positivo, da presença do Projeto Fiel, no âmbito do Évora Cãovida, no Estabelecimento Prisional de Évora (EPE)

Uma adoção e mais cinco cães treinados pelo método do reforço positivo é o balanço, muito positivo, da presença do Projeto Fiel, no âmbito do Évora Cãovida, no Estabelecimento Prisional de Évora (EPE) que, durante várias semanas, promoveu a interação entre reclusos e alguns dos cães recolhidos por este serviço municipal.

O Noel, a Cindy, a Nadine, o Scarlet, e o Pastilha foram os cães envolvidos neste projeto e que estão agora para adoção, possuindo treino de obediência básica “ministrado” pelos reclusos envolvidos, que receberam um certificado de competências. O Balu, teve mais sorte, deixou o projeto mais cedo, já que foi adotado pela família de um dos reclusos, tendo sido levado pelo próprio numa saída precária.

Segundo a veterinária municipal, Ana Margarida Câmara, responsável pelo Projeto Fiel, o balanço é muito positivo. “Terminámos na semana passada com uma pequena festa de encerramento, onde os nossos alunos (reclusos e cães) tiveram de superar alguns desafios. Os cães receberam medalha de ‘Cão treinado no E.P. Évora, apto para adoção’ e os reclusos um certificado relativo às competências que adquiriram, nomeadamente no treino em reforço positivo”, disse. 

Nesta pequena cerimónia, mas com grande significado para os envolvidos, estiveram presentes o Diretor do E.P. Évora, José Ribeiro Pereira, o seu adjunto, José Luis Mendes, os voluntários do projeto Fiel – Sofia Arroube, veterinária e treinadora canina -, Ricardo Margalho e Ana Rita Dias.

Este projeto inovador durou oito semanas, durante as quais cães envolvidos receberam treino de obediência básica por alguns reclusos do Estabelecimento Prisional de Évora, sob orientação técnica da Veterinária e Treinadora Canina Sofia Arroube.