07 maio 2018

Reitora da Universidade de Évora tomou posse para segundo mandato

​A Profª. Doutora Ana Costa Freitas tomou posse hoje (7 de Maio) como Reitora da Universidade de Évora para um segundo mandato, tal como a equipa de novos Vice-Reitores e Pró-Reitores.

A cerimónia decorreu esta manhã na Sala dos Atos do Colégio Espírito Santo e contou com a participação de um conjunto de representantes de diversas entidades civis, militares e religiosas. Entre elas, o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, o Presidente da Assembleia Municipal de Évora, Carlos Reforço, os deputados pelo Círculo de Évora à Assembleia da República, António Costa da Silva e Norberto Patinho, entre outros.

O evento iniciou-se com o cortejo académico caminhando em direção à Sala dos Atos onde decorreu a sessão solene. A primeira intervenção coube ao Presidente do Conselho Geral, Professor Doutor Constantino Sakellarides, seguindo-se a intervenção da Presidente da Associação Académica, Dra. Ana Rita Silva. Procedeu-se depois à Tomada de Posse da Reitora Eleita e dos novos Vice-Reitores e Pró-Reitores e à intervenção da Reitora Ana Costa Freitas.

Uma sessão de cumprimentos no Claustro Maior encerrou a cerimónia que teve atuações musicais do CORUÉ (Coro da Universidade de Évora) sob direção de Pedro Nascimento, dos grupos académicos TAUÉ (Tuna Académica), TAFUÉ (Tuna Feminina), TAESESID (Tuna da Escola Superior de Enfermagem São João de Deus), Grupo Académico Seistetos e ainda do Ensemble de Jazz da Escola de Artes, tendo como docente responsável Claus Nymark.

 

A nova Vice-Reitora Adjunta é a Professora Ausenda Balbino, sendo Vice-Reitores os Professores Cesaltina Pires, Soumodip Sarkar e António Candeias. Os Pro-Reitores serão os Professores Luís Miguel Rato, Rosalina Costa, Magda Silvério e Miguel Elias.

 

"Os desafios da região são os nossos desafios", afirmou a Reitora Ana Costa Freitas na sua intervenção. Considerou que a cooperação com a Câmara Municipal, com toda a região e empresas "foi profícua, desafiante e teve sucesso", sendo para continuar. Quanto aos próximos quatro anos, reconheceu que os tempos difíceis não vão desaparecer na sociedade e na Universidade, mas apelou à união de esforços para ultrapassar as dificuldades. Destacou ainda algumas linhas principais da sua missão, evocando também o trabalho realizado. Expressou a sua preocupação pela diminuição do orçamento de ano para ano, salientando que "a sustentabilidade da Universidade de Évora é uma obrigação que não devemos descurar", esperando da Tutela e do Governo o necessário reconhecimento e que não deixem de dar as devidas contrapartidas financeiras. Deixou ainda o reconhecimento à equipa reitoral e sublinhou a confiança e o optimismo como mensagem final.

DSC_0004.jpg DSC_0020.jpg DSC_0028.jpg DSC_0030.jpg DSC_0056.jpg DSC_0061.jpg DSC_0066.jpg DSC_0072.jpg DSC_0075.jpg DSC_0087.jpg DSC_0088.jpg DSC_0093.jpg DSC_0094.jpg DSC_0095.jpg DSC_0096.jpg DSC_0097.jpg DSC_0099.jpg DSC_0102.jpg DSC_0103.jpg DSC_0104.jpg DSC_0111.jpg DSC_0116.jpg DSC_0118.jpg DSC_0138.jpg DSC_0139.jpg DSC_0141.jpg DSC_0142.jpg DSC_0147.jpg DSC_0156.jpg DSC_0157.jpg DSC_0159.jpg