21 outubro 2019

Voluntários limpam Monte Novo

A chuva persistente fez questão de saudar as dezenas de voluntários que no passado sábado, dia 19, aceitaram o desafio de recolher lixo depositado nas margens e leito seco da Albufeira do Monte Novo.

A APA – Agência Portuguesa do Ambiente, através da Administração da Região Hidrográfica do Alentejo, em parceria com a Câmara Municipal de Évora, organizaram esta eco-atividade aproveitando o baixo nível do plano de água da albufeira do Monte Novo, que está reduzida a pouco mais de 20% da sua capacidade devido à falta de chuva. Mais do que a ação concreta de remoção de resíduos, o objetivo principal desta ação simbólica foi o de chamar a atenção para a necessidade de adoção de atitudes e comportamentos cívicos por parte dos frequentadores do espaço. Para três concelhos, Évora, Mourão e Reguengos e Monsaraz, a água da Barragem do Monte Novo é a principal fonte de abastecimento público. Se outras não houvesse, esta razão seria suficiente para merecer o esforço de todos no sentido de preservar a limpeza do espaço envolvente.

Mais forte que a chuva foi a determinação do grupo de homens, mulheres e jovens que durante toda a manhã recolheram um volume considerável de resíduos. O espaço aprazível nas margens da Albufeira do Monte Novo é procurado como local de convívio e lazer por famílias e por diversos grupos de pessoas que pretendem usufruir dos benefícios da natureza. Não é por isso compreensível nem aceitável que as mesmas pessoas que valorizam e gostam de usufruir do ambiente natural deixem depois abandonado o lixo do seu piquenique ou do seu dia de passeio no campo.

A iniciativa teve o apoio no terreno dos Bombeiros Voluntários de Évora, SEPNA – GNR, Escuteiros, Águas do Vale do Tejo e Gesamb. O Vereador Alexandre Varela, responsável pelo Pelouro da Higiene e Limpeza Pública, esteve presente e participou em representação da Câmara Municipal de Évora, entidade que também forneceu diverso equipamento auxiliar de limpeza.

Para além do gesto de civismo que constituiu esta iniciativa, ela foi mais um excelente exemplo de cooperação institucional, pois foi possível concertar esforços de diversas entidades em torno do objetivo comum de promover a defesa do ambiente e dos recursos naturais.