18 setembro 2018

Cerimónia de boas vindas aos professores de Atividades de Enriquecimento Curricular nos Paços do Concelho de Évora

A Câmara Municipal de Évora (CME) encontra-se a preparar o início do ano lectivo de 2018-19, tendo promovido uma receção aos docentes das Actividades de Enriquecimento Curricular (AECs) que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

O Presidente do Município, Carlos Pinto de Sá, na sua intervenção de boas vindas, não deixou de explicar os motivos que levaram o município a tomar a decisão de revogar o contrato de execução (CE) assinado em 2008, entre o executivo camarário anterior e o Ministério da Educação (ME).

 

Recorde-se que, com a assinatura deste contrato, o ME transferiu para o município um conjunto de responsabilidades em matéria de educação que tem conduzido as escolas de Évora a uma situação insustentável pela falta de funcionários nas escolas. O actual executivo considera que as condições e rácios de pessoal não docente, impostos pelo CE/ME, são incompatíveis com uma adequada resposta às necessidades diárias das escolas e que a abertura das escolas nos últimos anos letivos apenas foi possível devido à dedicação, sacrifício pessoal e sentido de responsabilidade de todos os seus trabalhadores, situação que, no entanto, é inadmissível que se continue a verificar.

 

Foi ainda defendida a necessidade de um novo formato das AECs que tenha em conta os direitos dos docentes e lhes proporcione o contrato de trabalho como docentes de carreira a que têm direito.

 

Realçando a importância do sistema de ensino publico em Portugal criado após a Revolução de Abril de 1974, o autarca considerou que este se deve continuar a aperfeiçoar, enfrentando os problemas e procurando soluções. É neste sentido que a Câmara Municipal está a investir cerca de um milhão de euros nos edifícios escolares, tendo em vista três prioridades: remoção do amianto (problema já totalmente resolvido), requalificação das Escolas Básicas de S. Mamede e do Bairro de Almeirim, e resolução dos problemas de infiltrações da Escola Básica Manuel Ferreira Patrício.

 

O autarca mostrou disponibilidade para ouvir os docentes e com eles procurar as melhores soluções para as situações colocadas e terminou com uma mensagem de optimismo em relação ao futuro.

 ​

Coube à Vereadora da Educação, Sara Dimas Fernandes, apresentar os projectos escolares municipais, deixando também algumas notas sobre as Actividades de Enriquecimento Curricular no ano lectivo que se avizinha. Nomeadamente a necessidade de haver uma maior interseção entre estas e os agentes culturais e desportivos do Concelho, que possibilite às crianças saírem com mais frequência da escola onde já passam demasiado tempo.

 

Aumentar a componente cultural através do projecto Artes à Escola é um dos objectivos, assim como um melhor conhecimento do concelho, havendo também uma AEC específica para isso.

 

De seguida, foi apresentado um vídeo sobre o Projecto de Educação Local de Évora, focado nos diversos projectos municipais para as crianças nas áreas da Educação para a Cidadania, Património e Cultura, Ciência e Ambiente, Sustentabilidade, Saúde e Desporto e Segurança.

 

O evento finalizou com a visita guiada ao Centro Histórico Évora Quinhentista, feita pelo técnico camarário Francisco Bilou, onde participou também a Vereadora Sara Dimas Fernandes.

DSC_0017.jpg DSC_0020s.jpg DSC_0024.jpg DSC_0029x.jpg DSC_0032.jpg DSC_0034.jpg DSC_0041.jpg DSC_0059.jpg DSC_0068.jpg DSC_0079s.jpg DSC_0081.jpg