24 março 2015

Mikkel Solnado é o “padrinho” da exposição: Cães abandonados “viram” modelos fotográficos

A exposição estará patente ao público no Palácio D. Manuel, entre os dias 2 e 18 de Abril.

​37 retratos

mostram o amor

incondicional do

Cão pelo Homem

 

"Fiel Para a Vida…adote com o Coração" é o nome de uma exposição de fotografia que vai estar patente ao público do Palácio D. Manuel, entre os dias 2 e 18 de Abril, em que um conjunto de cães abandonados, entretanto recolhidos pelo Canil Municipal, no âmbito do Projeto Fiel, são promovidos a modelos fotográficos com o intuito de promover a sua adoção.

 

As fotografias, da responsabilidade de Carlos Neves, são o resultado prático da presença do fotógrafo nas instalações do Canil Municipal e do "estúdio ali improvisado", em que cães abandonados assumem o papel principal na relação com os humanos, funcionários desta unidade orgânica da Câmara Municipal de Évora ou voluntários do Projeto Fiel.

 

"O trabalho acabou por ser muito gratificante, já que os 'amiguinhos' de quatro patas colaboraram de uma forma exemplar, quase como se percebessem que poderá estar ali o seu passaporte para um novo lar", refere o fotógrafo.

 

Segundo o autor da exposição, que tem o cantor Mikkel Solnado como "padrinho", já que este artista adotou uma cadela no Canil Municipal de Évora, "Fiel Para a Vida…Adote com o Coração" procura sensibilizar para a felicidade que a presença de uma animal pode trazer para um lar. "As fotografias procuram enfatizar o binómio cão-homem, e o amor incondicional que os animais têm disponível".

 

Patente ao público na sala do rés-do-chão do Palácio D. Manuel, esta mostra, inteiramente organizada pelos serviços da Câmara Municipal de Évora, é um conjunto de 37 retratos a preto e branco.

 

Flagelo do abandono

 

O Projeto Fiel, do Serviço Veterinário Municipal da Câmara Municipal de Évora, pretende alterar comportamentos e mentalidades relativamente aos animais de companhia, e em especial ao cão e gato. Por outro lado, visa ainda "resolver, a longo prazo, as problemáticas crescentes como o abandono, a circulação em permanência de animais nas ruas, o problema dos dejetos, saúde e bem-estar animal, para uma melhoria no enquadramento do animal de companhia na sociedade", esclarece a veterinária municipal.

 

"Promove ainda a adoção dos animais do canil municipal de forma informada e responsável, como chave para a minimização do problema da sobrepopulação de animais, quebrando o ciclo de adoção irresponsável, ou seja o abandono", diz ainda Ana Margarida Câmara.

 

Neste momento o Canil Municipal tem 43 cães para adoção.