26 junho 2017

No dia da Cidade: Câmara homenageia Joaquim Soares e José Afonso

​A Câmara Municipal de Évora aprovou, na última reunião pública, realizada esta quarta-feira, dia 21 de junho, a atribuição de uma Medalha de Ouro da Cidade de Évora a José Afonso, e de Mérito Municipal – Classe Ouro a Joaquim Soares, ambas a título póstumo. A cerimónia de homenagem terá lugar no dia 29 de junho, dia da Cidade, feriado municipal, numa sessão pública, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

 

Figura incontornável da cidade de Évora, Joaquim Soares foi vereador da CME, Presidente da extinta junta de freguesia da Sé e Deputado da Assembleia Municipal, dedicando também grande parte da sua vida à promoção e valorização do Cante Alentejano, classificado pela UNESCO com Património Imaterial da Humanidade.

 

De acordo com a Moção da Assembleia Municipal de Évora, aprovada por unanimidade, no dia 17 de fevereiro de 2017, foi aprovada por unanimidade a atribuição da Medalha de Ouro da Cidade de Évora a José Afonso pela sua vasta obra poética e musical, assente nos valores da liberdade, fraternidade e solidariedade, no ano em que se assinala o trigésimo aniversário do desaparecimento do cantautor.

 

 

Obra no Palácio D. Manuel avança

 

Abertura de Procedimento para Adjudicação da Empreitada de adaptação do Palácio de D. Manuel a Centro Interpretativo da Cidade de Évora foi outro dos assuntos na Ordem do Dia e que mereceu, igualmente, aprovação por unanimidade.

 

A adaptação do Palácio de D. Manuel a Centro Interpretativo de Évora irá fazer com que este espaço passe a assumir uma dupla vertente de valorização do património e de dinamização do equipamento cultural que deverá incluir, para além da vertente de interpretação, espaços para divulgação e informação cultural, conferências, exposições, pequenas exibições, e para a criação cultural e artística.

 

O programa funcional a instalar será distribuído pelos três pisos da seguinte forma: no piso térreo a Receção, o Centro Interpretativo na sala abobadada a Sul, a reformulação das instalações sanitárias (devidamente adequadas quer técnica quer funcional, atendendo, em particular, às questões da acessibilidade), introdução de sistema que permitirá o acesso aos pisos superiores para pessoas com mobilidade condicionada. Todo o primeiro piso será devidamente infraestruturado e adaptado de modo a instalar na Sala Sul um Auditório/Sala de Conferências (incluindo insonorizarão e instalação de sistema áudio) e na Sala Norte uma Galeria de Exposições (incluindo suportes expositivos, sistema de iluminação adequado, painéis e sistema de blackout nas janelas). No segundo piso, as duas pequenas salas existentes funcionarão como espaço de arrumos.

 

Câmara Requalifica Escola de S. Mamede

 

Entre outros assuntos relacionados com a área de Educação e Intervenção social, os eleitos aprovaram por unanimidade a proposta de abertura do Concurso Público para a Empreitada de Requalificação e Modernização da Escola de S. Mamede, um investimento de cerca de 300 mil euros, parte dos quais financiados no âmbito do Alentejo 2020 – Feder.

 

A Câmara Municipal de Évora, a Junta de Freguesia de S. Mamede e o Agrupamento 3 de Escolas, pretende realizar uma intervenção global neste estabelecimento de ensino por forma a criar melhores condições de utilização aos alunos, corpo docente e auxiliares.

 

Esta empreitada visa proceder à realização de obras de conservação, restauro e reocupação, dando resposta às necessidades de funcionamento do estabelecimento de ensino e contribuir para a requalificação do conjunto arquitetónico.

 

Na prática, e depois de terminada a obra, a requalificada Escola de S. Mamede, a única do Centro Histórico, disporá: de um recreio coberto, que permitirá brincadeiras e jogos de grupo; de novas instalações sanitárias acessíveis para os alunos, divididos por género, e para utentes com mobilidade condicionada; de uma sala de descanso e de refeições informais para o pessoal docente e auxiliar, complementada por instalações sanitárias e vestiários de professores e funcionários, entre outras melhorias.

 

 

Câmara implementa Programa SER A BRINCAR

 

A pensar nas crianças que frequentam a educação pré-escolar da rede pública que não têm uma resposta durante a interrupção letiva de verão a Câmara Municipal de Évora irá implementar o Programa SER A BRINCAR, que procura ajudar as famílias do concelho nesta matéria.

 

O SER A BRINCAR visa ser um programa de atividades complementares e de apoio à família, que visa corresponder às necessidades das famílias cujas crianças frequentem os estabelecimentos de educação pré-escolar da rede pública do concelho, contribuindo para a conciliação entre a vida familiar e profissional.

 

As atividades que se propõem desenvolver para a ocupação de templos livres das crianças serão de carácter lúdico, educativo e cultural.

 

Voto de pesar e minuto de silêncio

 

A Câmara de Municipal de aprovou ainda, no início desta Reunião Pública, um voto de pesar e cumpriu um minuto de silêncio em memória das vítimas do incêndio em Pedrógão Grande, uma tragédia que provocou 64 vítimas mortais e mais de duas centenas de feridos, segundo o último balanço.

RPC 21 06 17.jpg