16 fevereiro 2018

Em reunião pública de 14 de Fevereiro: Câmara de Évora tomou conhecimento dos eventos mais relevantes da semana

​A Câmara Municipal de Évora tomou conhecimento, através da Vereadora Sara Fernandes, dos principais eventos que marcaram a passada semana em Évora: o Desfile de Carnaval e o Portugal "O" Meeting. Este último é o maior evento do calendário de Orientação Pedestre da Federação Portuguesa de Orientação e trouxe até Évora mais de 2300 atletas. Foi organizado pela Associação dos Deficientes das Forças Armadas – delegação de Évora e pelo Clube de Orientação com os apoios das Câmaras de Évora e Portel.

 

No período antes da ordem do dia, o Presidente e Vereadores com Pelouros responderam ainda a várias questões colocadas pelos Vereadores eleitos pelo PS e PSD, nomeadamente sobre acesso de pessoas com mobilidade reduzida ao Teatro Garcia de Resende, ponto de situação do Centro de Acolhimento Turístico e Centro Interpretativo, linha ferroviária de mercadorias Sines/Caia, liderança da CIMAC e acordo ACEP, entre outras.

 

Foi aprovada por unanimidade a subscrição da petição "Pela Assinatura por parte de Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares - Pela Paz, pela segurança, pelo futuro da Humanidade!", lançada pelo Conselho Português para a Paz e a Cooperação, que pode ser encontrada em http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=nao-armas-nucleares

 

Esta petição vem no seguimento da adopção no dia 7 de Julho de 2017 do Tratado de Proibição das Armas Nucleares pela conferência da ONU para negociar um instrumento legalmente vinculativo que proíba as armas nucleares, levando à sua eliminação total. No respeito e espírito da Constituição da República Portuguesa, que se posiciona pelo "desarmamento geral, simultâneo e controlado" -, Portugal deve estar ao lado da paz e das iniciativas que a promovem, como o referido tratado, neste ano em que se comemoram os 100 Anos do Armistício e o contexto internacional é marcado por uma crescente e contraproducente tensão.

 

Nesta reunião, entre o vasto conjunto de propostas aprovadas por unanimidade, destaca-se ainda os direitos de preferência sobre imóveis no Centro Histórico, os apoios aos agentes culturais, desportivos e sociais (isenção de taxas, cedência de transportes e impressão de materiais gráficos) e as aprovações de pedidos de projetos de particulares referentes à área da gestão urbanística.

RPC 14 02 2018.jpg