Casas Pintadas

As Casas Pintadas devem o seu nome ao singular conjunto de frescos quinhentistas que decora a galeria e o oratório anexo integrados no jardim. Estão classificadas como Imóvel de Interesse Público desde 1950.
À época da execução dos frescos, as Casas Pintadas pertenciam a D. Francisco da Silveira, 3º Coudel-mor de D. Manuel I e de D. João III e um poeta de referência no Cancioneiro Geral.
Em finais do século XVI, as Casas Pintadas foram anexadas ao Palácio da Inquisição para servir de moradia do aos juízes Santo Ofício.
No século XIX existiu no conjunto habitacional das Casas Pintadas um teatro denominado “Teatro Eborense”, a primeira sala pública de espetáculos de Évora.
No início da década de sessenta do século XX, Vasco Maria Eugénio de Almeida, Instituidor da Fundação, adquiriu o imóvel que adaptou e cedeu para residência da Companhia de Jesus em Évora. Os sacerdotes jesuítas foram responsáveis pela coordenação científica do ISESE (Instituto Superior Económico e Social de Évora), criado em 1964, que funcionava no contíguo Palácio da Inquisição, já então propriedade da Fundação e que acolhe hoje o Fórum Eugénio de Almeida.

As decorações da galeria do jardim são das mais interessantes manifestações artísticas do género existentes em Portugal e um exemplar único da pintura mural palaciana da primeira metade do século XVI.

Em 2008, a Fundação levou a cabo um projeto de valorização e requalificação do jardim das Casas Pintadas e, em 2011, o conjunto fresquista foi objeto de estudo e de uma intervenção de consolidação e restauro, estando hoje acessível ao público através de um programa de visitas guiadas.

Fonte: Fundação Eugénio de Almeida | Fotografia: Jerónimo Heitor Coelho

Rua Vasco da Gama

Informações Adicionais

Horário
Maio - Setembro
Terça-feira a Domingo das 10h00 às 19h00
 
Outubro - Abril
Terça-feira a Domingo das 10h00 às 18h00

Encerra à Segunda-feira
 
Entrada individual: 1,00 €
Visita guiada: 3,00€ (Mediante inscrição prévia. Mínimo 5 pessoas)
 
Desconto 50%:

  • Maiores de 65 anos
  • Estudantes
  • Cartão Jovem
  • Grupos organizados de entidades de Solidariedade Social
 
Entrada livre:
  • Domingo
  • Crianças e jovens até aos 18 anos quando acompanhados por familiar
  • Colaboradores FEA
  • Membros ICOM, ICOMOS, APOM, AICA
  • Imprensa
 
Contactos: