Igreja de São Tiago

Extinta sede de paróquia e colegiada real, já existia em 1302, mas sofreu profundas reformas de arquitectura nos séculos XVI e XVII, subsistindo alguns elementos anteriores (primitivo presbitério e coroamento de ameias chanfradas manuelinas).
O seu exterior apresenta uma fachada de grossa alvenaria caiada de branco com portal singelo flanqueado por duas torres aparelhadas com frontão iluminado pela figura equestre de Santiago atacando os mouros; lateralmente, existe a estação da via sacra, de 1722.
O interior é constituído por uma ampla nave com pinturas murais e de tela, silhares de azulejos historiados nos alçados laterais da nave, atribuídos a Gabriel del Barco, e retábulo de talha dourada na capela-mor (século XVIII). 
Largo de São Tiago

Informações Adicionais