Exposição de pintura STAY STILL, de Filipa Figueiredo

Inauguração: sábado, 30 de Março, às 16h30 | Painting Exhibition | Saturday, March 30 at 4:30 p.m.

Horário:
Terça a Sábado: 11h >19h | Encerra aos Domingos e segundas |
Inicio do Evento:
30 março
Fim do Evento:
04 maio
Localização:
Galeria Teoartis

​​​​

Esta exposição teve como ponto de partida a série de pinturas com o título " Stay Still" e " Still Stay Still" desenvolvidas entre 2017 e 2018. Associaram-se as séries " Yes I Can" e " You Can See It All" elaboradas em 2018 e 2019. Estas pinturas foram criadas com o recurso de pigmentos naturais realizados por mim ou trazidos de partes diferentes do mundo, tinta da china, algumas anilinas e alguns riscadores.
Estas são imagens de paisagens imaginadas, fazendo alusão ao som de lugares bem distantes das cidades, que se pode aproximar a um quase silêncio. A procura incessante de lugares onde se possa por momentos "parar o tempo" e "estar", sugerir a emoção de "estagnar" e "sentir", "apreciar", todas  estas sensações cada vez mais desejadas em contradição ao enredo da vida citadina. 
A sensação de silêncio e uma quase contemplação é-nos transmitida  pela composição estática da pintura e pelos cenários bucólicos. 
A procura destes cenários e envolvências surgem de um trabalho que tenho vindo a desenvolver nas últimas exposições que tem abordado questões que reportam para o Ser Humano e a sua distância cada vez maior da Natureza, a brutal diminuição do espaço desta em detrimento do asfalto e betão e a urgência de uma REconsciência que precisamos dela para sermos plenos.  
Assim, como toda a música necessita de silêncios para criar equilíbrio, gerar tensão e expectativa, o ser humano  carece de pausas do ruído  para uma saudável organização de pensamentos e maior conexão a nós próprios.​

These are images, of imagined landscapes, allusion to the sound of places far from the cities, that can approach a near silence. The constant search, for places where one can at times "stop time" and "be", suggesting the emotion of "stagnation" and "feel", "enjoy", all these sensations increasingly desired in contradiction with the plot of city life. 
The feeling of silence and an almost contemplation is transmitted by the static composition of the painting​ and the bucolic scenarios.

Informações Adicionais

Organização: Câmara Municipal de Évora
Contactos: 266777100 Divisão de Cultura e Património | margarida.branco@cm-evora.pt
Apoio: TEOARTIS
Rua 5 de outubro, 6