Filipe Sambado + RG Bitches

Music

Horário:
21h
Inicio do Evento:
24 agosto
Fim do Evento:
24 agosto
Localização:
Pátio das Romãs | Convento dos Remédios

FILIPE SAMBADO E OS ACOMPANHANTES DE LUXO é um compêndio de sons organizados na forma de hinos à possibilidade de NÓS sermos outra coisa. De sermos coisas para as quais ainda não temos nomes. Quando Filipe Sambado canta “só quero correr até já não fazer sentido”, em ALARGAR O PASSO, dá vontade de ir com ele para esse lugar onde tudo pode ser o que quisermos. É esta maturação pessoal e artística que o Filipe nos mostra com este disco. Um disco onde sentimos o processo: de aceitação e de não resignação. É inquieto mas otimista. Dá e tira e não existem respostas, tudo é sugestão, tudo condiciona, porque “o sul PODE ser o norte de alguém...”. Quando Filipe Sambado nos estende o single de apresentação e “pede”, ironicamente, autorização ao senso comum instituído ─ “deixem-me lá”─ lança simultaneamente o desafio. Deixem-se lá ser curiosas. Atrevidos por vos acharem bonitos. E mostra como se faz, sem pensar muito no assunto.
Filipe Sambado sabe que isto não é só música. E por isso mete corpo na cultura popular: lembra-nos o efeito que causava António Variações ao descer a Rua Garrett poucos anos antes de Filipe nascer. As unhas pintadas do Filipe hoje parecem ser os brincos do António ontem. Se os brincos romperam a norma de como se tinha de Ser, as unhas do Filipe parecem destruir os sentidos atribuídos ao Ser e isto transforma o Filipe em discurso.
RGBitches
Esfoliação auditiva e visual - Música e desenhos em português, tecnologias maioritariamente estrangeiras.
Os ex-membros dos Um Mais Um, dos Casca de Nós, dos Lapiseira, dos Ainda há Branco? e dos lendários 6 Membros (que só atuar am uma v​ez em Tavira e no final da noite presenciaram um jovem a rasgar um teste no qual havia reprovado) apresentam-nos o projeto do qual esperam ser ex-membros em breve: RGBitches - à mercê das cores do écran, vindos de uma altura em que se esperava tanto tempo para ver o Top+ e depois não passavam os vídeos que nós queríamos....
Agora mandamos nós nisto!
RGBitches são Cláudio Pereira (guitarra, piano e voz) e Cristina Viana (desenho e palavras digitais). Apresentam músicas para ouvir, ver e ler, de retratos originais a poemas roubados, passando por frases do avô de um deles e por histórias tão banais que só podem ser inventadas.
Um espetáculo meio pop, meio lamechas, muito aconchegante e em que o único tema instrumental tem um refrão que perseguirá o público, pelo menos, durante 4 ou 5 dias.

The group features songs to hear, see and read from original portraits to stolen poems, going through such banal stories that can only be invented.

Informações Adicionais

​Organização: Câmara Municipal de Évora | Artes à Rua

Convento dos Remédios | Av S Sebastião