Si può fare (Dá para fazer) de Giulio Manfredonia, 2008

O Dia Mundial da Saúde Mental comemora-se em Outubro. A SOIR Joaquim António de Aguiar associou-se à ASTE e à MetAlentejo para exibir 4 filmes em que os heróis são pessoas com doença mental. Porque é urgente destruir tabus e preconceitos. Porque estar doente não tem que significar estar só. Porque é preciso ouvir aqueles que estão na sombra.

Horário:
Sessões às 18h e 21h30
Inicio do Evento:
04 outubro
Fim do Evento:
04 outubro
Localização:
Auditório Soror Mariana

Nos anos '80 é aplicada a Lei 180 sobre os tratamentos sanitários, também conhecida como Lei Basaglia, o psiquiatra que a promoveu e que suprime os manicómios, assim como eram então considerados. Nello, um empresário milanês, dirige uma cooperativa de ex pacientes de hospitais psiquiátricos. Acredita na dignidade do trabalho e sensibiliza os sócios a aprender um ofício para se subtraírem às esmolas da assistência, inventa para eles um papel adequado às suas capacidades, acabando por se debater com humanas e tragicómicas contradições.

FICHA TECNICA: Giulio Manfredonia com Fabio Bonifacci, Giulio Manfredonia, Claudio Bisio, Anita Caprioli, Giuseppe Battiston.

País: Itália, 2008

M/ 12

Trailer: https://youtu.be/yjRKbO5m-TU

Informações Adicionais

Org. SOIR JAA | ASTE| MetAlentejo|  Unidade Rede Saúde Mental 
Contacto: cinemasoir@gmail.com | Sociedade Operária de Instrução e Recreio (SOIR) Joaquim António d’Aguiar | Fundada em 8 de Dezembro de 1900 – Pessoa Coletiva de Utilidade Pública| Páteo do Salema, 7-A, 7000 – 818 Évora
Apoios: ICA/MC - Rede Alternativa de Exibição Cinematográfica | Universidade de Évora|  Câmara Municipal de Évora | Direção Regional de Cultural do Alentejo | Associação Académica da Universidade de Évora.​
Rua Diogo Cão, 8