Dar Voz à Alma | Ana Luena

Integrado na programação do Festival "Artes à Rua"

Horário:
Sessões às 18h e às 20h
Inicio do Evento:
17 agosto
Fim do Evento:
19 agosto
Localização:
Adro da Sé | Praça 1º de Maio | Largo Chão das Covas

​Adro da Sé | 17 agosto | sessões às 18h e 20h

Praça 1º de Maio | 18 agosto | sessões às 18h e 20h

Largo do Chão das Covas | 19 agosto | sessões às 18h e 20h

Eu não quero ser uma porta que ninguém abre. Eu não quero ser um espelho sem brilho. Eu não quero ser lixo. O lixo que ninguém varre. Eu quero beijos de língua até à alma. Eu quero o calor que queima até ao osso. Eu não quero fugir como um criminoso. Eu não sou um criminoso. Nós não somos criminosos. Eu não quero que me roubem a alma. Que me roubem a alma. Eu não quero dar tudo por nada.

Dar a voz pela alma é um conjunto de vozes que não se calam, mesmo quando se silenciam. A rua é o lugar onde habitamos com o conhecido e com o desconhecido, onde nos construímos confrontados com o outro. Dar a voz pela alma é uma performance, que cruza arriscadamente géneros artísticos de intervenção, da Spoken word, ao Mestre de cerimónia, à Desgarrada, ao Teatro intimo e confessional, ao Canto coral, e à Tragédia grega na sua dimensão catártica. Esta voz é interpretada por 3 atrizes​, acompanhada por um músico baterista, num set de combate oral e musical.

Informações Adicionais

Org: Ana Luena | Câmara Municipal de Évora
Integrado na programação do Festival "Artes à Rua"
Adro da Sé | Praça 1º de Maio | Largo Chão das Covas