09 abril 2020

Subcomissão de Saúde fez ponto de situação

A Subcomissão de Saúde Pública da Comissão Municipal de Proteção Civil de Évora (estrutura criada em 19 de Março para acompanhamento pormenorizado da situação resultante da epidemia) reuniu dia 9 de Abril de 2020 para efetuar o ponto da situação no Concelho.


Nesta reunião destacou-se o ponto da situação feito pelas diversas entidades, tendo-se também abordado a evacuação de ERPI (Estrutura Residencial de Pessoas Idosas) proposta no Plano da Segurança Social e a atuação e operacionalização da zona de receção de população para quarentena por indicação autoridade de saúde.


O Presidente do Município, Carlos Pinto de Sá, conduziu os trabalhos, tendo referido que o Concelho tem conseguido manter uma situação estável, ao nível da proliferação do vírus. No entanto, estão particularmente atentos às situações dos lares, onde a transmissão é mais fácil, não havendo até à data casos de contágio.


O autarca informou que durante a tarde será também realizada a reunião semanal da Comissão Distrital da Proteção Civil - desta vez presidida pelo Secretário de Estado Adjunto da Defesa Nacional - onde se destaca a participação dos municípios e das diversas autoridades de saúde da região.


Em termos distritais e concelhios, as entidades apostam também na preparação preventiva, analisando eventuais cenários de propagação da doença, tendo estado a tomar medidas de planeamento.

 

Reconhecendo que a população tem respondido devidamente ao apelo das autoridades, acatando as medidas de proteção pública estabelecidas, deixou também uma palavra de reconhecimento a todos, nomeadamente profissionais de saúde, bombeiros e trabalhadores do Município (água, saneamento básico, proteção civil, entre outros), que têm assegurado a resposta adequada.


Falou ainda das diversas respostas conjuntas a funcionar no Concelho (ou preparadas para breve) como sejam, entre outras, o Centro de Testes de Covid-19 no Complexo Desportivo, o Hospital de Campanha a ser montado na Escola Conde Vilalva (com capacidade para 70 a 100 camas), a preparação do Laboratório da Universidade de Évora para realizar mais testes ao Covid-19, o que aumentará a capacidade para responder a todo o Alentejo e inclusive ao Algarve, com custos substancialmente menores que noutras zonas do País.


Alertou ainda para o cuidado a ter com a desinformação, devendo a população seguir as orientações da Direção-Geral da Saúde. Reafirmou a importância da coordenação de recursos ao nível da Proteção Civil que está a ser feita em conjunto com todas as entidades de forma eficaz.


No que concerne ao trabalho feitos pelos técnicos do Município, foi ainda referido o apoio social, realizado no âmbito do programa "Mais Próximo de Todos", aos idosos (lavandaria, farmácia, compras, pagamento faturas, entre outros), aos sem-abrigo (distribuição de alimentos e monitorização), assim como a articulação com as várias entidades concelhias.


Esta Subcomissão é constituída pelo Presidente do Município de Évora e pelo Vereador da Proteção Civil, Serviço Municipal de Proteção Civil de Évora, Divisão de Educação e Intervenção Social do Município de Évora, Guarda Nacional Republicana, Polícia de Segurança Pública, Bombeiros Voluntários de Évora, Hospital do Espírito Santo de Évora, Instituto da Segurança Social/Centro Distrital de Segurança Social de Évora, Centro de Saúde do Alentejo Central- Diretora Executiva, Centro de Saúde do Alentejo Central- Delegado de Saúde e Cruz Vermelha Portuguesa.


Évora Somos Todos.