O que fazemos?

Ao falarmos de emoções temos que falar também das relações com os outros. Assim, as ações do EducArte serão realizadas e pensadas para a intervenção com o grupo, sem esquecer o trabalho individualizado com a criança (caso se justifique):

acompanhamento-educarte.jpg 


NÍVEL INDIVIDUAL

Ação 1 "AMA"

(Acompanhamento, monitorização de alunos e famílias)

Esta ação tem um caracter complementar à ação das Equipas Multidisciplinares dos Agrupamentos na identificação, encaminhamento e acompanhamento de situações de fragilidade familiar e emocional das crianças e alunos da educação pré-escolar e 1º ciclo do ensino através da elaboração, desenvolvimento e gestão de Plano Individual de Intervenção (PII) para as crianças e alunos dos estabelecimentos de educação e ensino participantes referenciadas para situações de risco, acuatelando a devida articulação, intervenção e participação da família e outras respostas/organizações presentes no territótio.

 

 

NÍVEL GRUPO/TURMA

Ação 2 "EMOCIONARTE"

Pretende-se com esta ação, através da animação da leitura e do livro explorar as emoções, a identidade, os comportamentos, as relações interpessoais, os valores...

 

Ação 3 "LABORATÓRIO DE EMOÇÕES"

 Após a sessão de animação de leitura, o tema explorado no livro infantil é desenvolvido no laboratório de emoções através de estratégias diversificadas e interativas como o jogo lúdico, dinâmicas de grupo, roll-play, jogos quiz, jogos tabuleiro, entre outras.

 

Ação 4 "FAMILYLAB"

Ciclo de atividades com a família e para a família, em contexto não letivo, abordando temáticas variadas tendo sempre por base aquilo que é a linha condutora de todo o projeto: as emoções.


Ação 5  "EDUCARTE"

Desenvolvimento de um projeto artístico, por grupo participante, construído de forma ativa e participada com alunos, docentes e não docentes, familiares, voluntários e organizações da comunidade. Será um projeto que adequará cada tarefa às espectativas, interesses e características de cada criança.  

 

Ação 6  "STREETLEARNING"

Pretende-se que as crianças desenvolvam um trabalho de reconhecimento do património envolvente (património histórico, ambiental, humano, etc.) recorrendo às ferramentas digitais. Esta medida, visa incentivar a participação cívica dos alunos, promover a literacia digital, a inter-relação entre a criança, o meio e as instituições locais.