Convento dos Remédios

​Na sequência da remodelação da Ordem do Carmo, os carmelitas descalços instalaram-se no séc. XVI em Évora, fora da muralha fernandina, frente à torre de menagem. A Igreja foi sagrada em 1614.

Devido à sua localização, o Convento teve papel de relevo nos assédios de Évora: durante a guerra da independência (Maio de 1663), foi palco de combates entre castelhanos e portugueses; e na lª. invasão francesa (Loison), o Convento foi ocupado e saqueado (Julho de 1820).

Depois do saque, a extinção das ordens religiosas e a nacionalização dos seus bens reduziram radicalmente a importância do Convento. No reinado de D. Maria II, foi entregue à CME, assim como a cerca anexa, utilizada como cemitério público, função que se mantém. Após anos de abandono, a Câmara promoveu no final do Séc. XX importantes obras de recuperação, tendo ali instalado, para além do Departamento de Ar​queologia, o Grupo Eborae Musica –​ que tem funcionado na Igreja, ajudando a preservá-la – e alguns espaços expositivos.

CONVENTO DOS REMÉDIOS
Avenida S. Sebastião, Évora
Telf: 266 777033
Fax: 266 702950
Horário: seg.-sexta das 9.30h-12.30h e 14.00h-18.00h; sábados das 14h às 18h00.

CONVENTO DOS REMÉDIOS Avenida S. Sebastião, Évora

Informações Adicionais

Serviço responsável: DCP – Divisão de Cultura e Património, Câmara Municipal de Évora
Chefe de Divisão: Dra. Carmen Almeida
Endereço: Praça do Sertório 7004-506 ÉVORA
Tlf.: 266 777000
Email: cmevora@cm-evora.pt​​