Cinco Protagonistas à Procura de um Novo Regime

Exposição Virtual

Exposição Virtual Cinco Protagonistas à Procura de um Novo Regime
A história do republicanismo em Évora fez-se com a determinação, o querer, a abnegação de muitos que aqui tendo nascido ou feito parte da sua vida no concelho ansiavam por ver instalado um novo regime político que liquidasse em definitivo a monarquia.
Houve alguns que ganharam uma notoriedade e uma visibilidade maior porque assumiram candidaturas às eleições ou integraram, em lugares de evidência, os corpos sociais das estruturas partidárias ou associadas, funcionando como o rosto externo do Partido. Entre esses merecem destaque especial Evaristo José Cutileiro, Júlio do Patrocínio Martins, Inocêncio Camacho Rodrigues, Estêvão Augusto da Cunha Pimentel e Ana Laura Chaveiro Calhau, dos quais se traçam em seguida pequenas resenhas biográficas.

​​​​​​​Evaristo José Cu​tileiro
Evaristo José Cu​tileiro


​Nasceu em Évora a 19 de Novembro de 1864.
Formou-se na Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa.
Em Évora chegou a chefe do partido e membro fundador do Centro Republicano Democrático Liberdade.
Jornalista de invulgares qualidades e recursos , ajudou a criar o perió​dico "Voz Pública".


Júlio do Patrocínio Martins
Júlio do Patrocínio Martins


O primeiro presidente republicano do município eborense nasceu em 1878 na freguesia de Casa Branca no Concelho de Sousel.
Depois de se ter formado em Medicina pela Escola Médico-Cirúrgica de Lisboa em 1907, veio para Évora onde se inscreveu no Centro Republicano Democrático Liberdade.
Foi redactor principal e diretor de "A Voz Pública" e deputado eleito à Assembleia Nacional Constituinte em 1911.

​​​

Inocêncio Joaquim Camacho Rodrigues
Inocêncio Joaquim Camacho Rodrigues​​Teve uma relação relativamente efémera com Évora apesar de ter sido candidato às eleições legislativas de 28 de Março de 1910 por Évora.
Foi ele quem fez da varanda da Câmara Municipal de Lisboa a proclamaçã​o e identificação do Governo Provisório da República.
Pelo círculo de Évora foi eleito para deputado à Assembleia Nacional Constituinte.
Até 1915 ganhou sempre o lugar de deputado enquanto candidato pelo cículo de Évora.
Em 1920 chegou a Ministro das Finanças.

​​

Estevão Augusto da Cunha Pimentel
Estevão Augusto da Cunha Pimentel​Primeiro governador civil republicano do concelho, é uma personagem cujo percurso de vida é de difícil reconstituição .
Ignora-se quando e onde nasceu sabendo-se contudo que descendia de uma família abastada e nos estudos chegou ao bacharelato.
A sua presença na vida pública eborense é detectada em 1906 quando o seu nome aparece ligado ao processo de instalação da Central Eléctrica e da Rede de Distribuição em Évora.
Em 1909, é nomeado diretor da "Voz Pública".
No dia 5 de Outubro de 1910, é nomeado governador civil de Évora, cargo que mantém até 16 de Agosto de 1911.
É então eleito Presidente da Assembleia Geral do Centro Republicano Democrático Liberdade.​

​​​​​

Ana Laura Chaveiro Calhau
Ana Laura Chaveiro Calhau


Foi a primeira mulher do Concelho a assumir publicamente a sua condição de republicana.
Nasceu na freguesia da Igrejinha em 1892.
Apenas com 16 anos, discursou no grande comício republicano.
Foi a principal impulsionadora da Comissão de Mulheres Republicanas Eborenses.​