Skip to main content

Swan Fake, António Torres

Atualizado em 30/03/2021

«…também o belo perde toda a sua existência se lhe suprimirmos os efeitos da sombra.» J. Tanizaki

SWAN FAKE toma como referência inicial SWAN LAKE e THE DYING SWAN, retirando alguns estímulos dos bailados, bem como o dramatismo, a expressividade e a artificialidade. Uma performance-selfie onde procuro retratar os traços de um cisne branco e negro, construindo um retrato de mim mesmo. Ambíguo entre géneros, provocador e exaustivo.

 

Conceção, performance e figurino: António Torres.

Apoio dramatúrgico: Sofia Freitas Abreu.

Desenho de luz: Sara Garinhas, Mestre André.

Produção: António Torres.

Residências: O Espaço do Tempo, Luzlinar A.C., Rivoli, Escola Superior de Dança (Materiais Diversos), Musibéria e Centro Cultural do Cartaxo (Materiais Diversos).

Coprodução: O Espaço do Tempo.

Apoio à criação: Materiais Diversos.

Agradecimentos: Pia Kraemer, Cristina Correia e Elisabete Paiva, Catarina Morla e Tiago Coelho.

 

Entrada Livre

Classificação etária: M12

Duração: aprox. 40 min.

Espaço sem acesso a pessoas com mobilidade condicionada.

Telefone: +351 962 791 435

Email: prodcolb@gmail.com

Organização: Colecção B Associação Cultural

Apoios: Direcção Geral das Artes – República Portuguesa, Câmara Municipal de Évora, Fundação Eugénio de Almeida, Direcção Regional de Cultura do Alentejo.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste