Skip to main content

CLANDESTINA, um filme de Maria Mire

Atualizado em 02/04/2024

Com assinatura de Maria Mire, este documentário tem como ponto de partida a obra “Memórias de Uma Falsificadora – A Luta na Clandestinidade pela Liberdade em Portugal”, de Margarida Tengarrinha (1928-2023) que, durante o regime salazarista, se tornou falsificadora de documentos por motivos de militância política e que, por causa disso viveu anos na clandestinidade.
A acção é transposta para os nossos dias e, apesar de a “voz-off” referir xilogravuras, materiais de fotografia ou selos brancos, vemos os actores a usar computadores, discos rígidos ou passaportes electrónicos. Esse anacronismo tem uma função específica: transportar a dimensão política da clandestinidade para os dias de hoje.

 

 

Telefone: 266 751 319
E-mail: cinemasoir@gmail.com
Site: facebook.com/auditoriosorormarinacinema
Classificação etária: M/12
Preço: 3,50
Organização: SOIR JAA/FIKE
Apoio: ICA/MC – Rede Alternativa de Exibição Cinematográfica | Universidade de Évora | Câmara Municipal de Évora | Direcção Regional de Cultural do Alentejo | Associação Académica da Universidade de Évora | Rádio Diana FM.
Observações: POR, 2023
Género:DOC.
Classificação: M/12
Duração: 82′

Trailer: