Semana Europeia da Mobilidade 2021
Início do Ano Letivo 2021/2022
Nova Identidade Visual do Município
Covid-19 – Informação Municipal
Acompanhe, informe-se, participe
Pagamento Móvel – Plataforma iParque
App do Município
Serviço Online – ÁGUAS
Guia da Semana
Newsletter “Évora Local”
Newsletter “Évora Local”
Newsletter “Évora Local”
VER +
Atendimento
Agenda
Notícias
Novo número do Boletim A CIDADE DE ÉVORA está disponível ao público

Novo número do Boletim A CIDADE DE ÉVORA está disponível ao público

O novo número do Boletim de Cultura A CIDADE DE ÉVORA foi apresentado publicamente numa sessão que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho. O lançamento do n.º 3, III Série, desta publicação da Câmara Municipal contou com intervenções de Artur Goulart (ex-Diretor do Museu de Évora), pelo Conselho Editorial, e de Antónia Fialho Conde (Departamento de História da UE/CIDEHUS), pelo Conselho Científico. O Vereador da Cultura, Eduardo Luciano, representou a autarquia. O presente número inclui comunicações no âmbito de três grandes áreas temáticas: Património Cultural material, imaterial e bibliográfico; Instituições e associações; e História, Arquitetura e Arqueologia. Este boletim inclui, também, uma separata dedicada ao centenário da Escola Secundária Gabriel Pereira, entretanto já editada. Na apresentação, o Vereador Eduardo Luciano salientou a qualidade dos artigos científicos constantes desta edição, tendo agradecido o trabalho de todos os envolvidos. Coube a Artur Goulart fazer uma resenha histórica da evolução da revista ao longo do tempo, deixando ainda o desafio de criação de uma página de internet para disponibilização dos números mais antigos, cujas edições se encontram esgotadas. A professora Antónia Fialho Conde abordou aspetos concretos sobre os artigos do recém-publicado boletim, deixando, a título de curiosidade, indicação sobre o número total de artigos publicados até hoje (mais de 300), género e origem dos autores desde a edição do primeiro número, em dezembro de 1942 (tendo, então, António Bartolomeu Gromicho como diretor e, Túlio Espanca, como editor). O Boletim A Cidade de Évora assume-se como uma publicação cujos princípios orientadores assentam no estudo e divulgação do património histórico, cultural e edificado de Évora, contribuindo para o conhecimento, reflexão e preservação da identidade cultural da cidade e da região. [gallery link=\"file\" columns=\"2\" size=\"full\" ids=\"26823,26824,26825,26826,26827\"]
17 de Setembro
Nucleo Museológico do Alto de S. Bento acolheu oficina pedagógica sobre aves

Nucleo Museológico do Alto de S. Bento acolheu oficina pedagógica sobre aves

“Porque Cantam as Corujas” foi a denominação da oficina pedagógica sobre aves de rapina noturnas desenvolvida para o público na tarde de 14 de Setembro de 2021, no Núcleo Museológico do Alto de S. Bento. A par disso foi também desenvolvida uma actividade complementar de ilustração. Contou com a participação de um grupo de crianças do ATL do Centro de Atividade Infantil de Évora e insere-se no programa de actividades do início do ano lectivo de 2021/22 e no projecto europeu de cooperação transfronteiriça Território Eurobird que a Câmara de Évora desenvolve com parceiros da Extremadura espanhola, centrado proteção das aves. A organização das referidas actividades ficou a cargo da Câmara Municipal de Évora em parceria com a Universidade de Évora - Laboratório de Ornitologia e MED e a Associação É Neste País. A primeira oficina relacionou a ecologia e cultura, através do exemplo da nossa relação com as aves de rapina noturnas (corujas, mochos e bufos). Ao desvendar o significado dos sons das corujas e o que realmente representam para estas aves, percebeu-se a importância de conhecermos o mundo natural para podermos interagir melhor com os seres vivos à nossa volta. Na oficina de ilustração, foi trabalhada a narrativa através da ilustração de uma pequena história, na qual as aves são as protagonistas. Foi também feita uma introdução com mostra de livros de histórias sem texto (só com ilustração), técnicas de desenvolvimento de uma narrativa e exploração de técnicas de ilustração. Neste dia da ecologia, esta atividade foi complementar à oficina “ Porque cantam as corujas”, fazendo-se assim uma interligação entre ciência, arte e cultura. [gallery link=\"file\" columns=\"5\" size=\"full\" ids=\"26766,26767,26768,26769,26770,26771,26772,26773,26774,26775,26776,26777,26778,26779,26780,26781,26782,26783,26784,26785\"]
17 de Setembro
Portadores de Arte fizeram trabalho artístico final com a população da Graça de Divor

Portadores de Arte fizeram trabalho artístico final com a população da Graça de Divor

GRAÇA EM FESTA foi a denominação do evento que mostrou o trabalho desenvolvido pelos Portadores de Arte ao longo dos últimos meses com a população da freguesia da Graça do Divor e que encerrou esta edição de 2021 de criatividade artística comunitária em seis freguesias do Concelho de Évora. O evento decorreu ao final da tarde de 12 de Setembro, no largo da Junta de Freguesia. Danças e um vídeo culminaram as actividades das Oficinas de Expressão Musical, Teatral e de Dança na Graça de Divor dinamizadas pela equipa constituída por Carla Sabino, João Pinho, Pablo Vidal e Xavier Santos. Recorde-se que Portadores de Arte é um projecto de mediação artística e de comunidade da Capote - Associação Cultural em coorganização com a Câmara Municipal de Évora e que na Graça de Divor contou com o apoio da Junta de Freguesia local. Como afirmou este colectivo artístico \"Foram cerca de 4 meses a viajar por territórios humanos, a conhecer e a auscultar de dentro, nutrindo relações e tecendo geografias múltiplas de proximidade e de afectos com as diferentes comunidades e equipas\" num \"processo orgânico, amplo, de partilha e aprendizagens, descobertas e concretizações, de valorização do potencial criativo de cada um\" que encerrou agora esta edição na freguesia da Graça de Divor. Veja mais acerca do trabalho realizado pelos Portadores de Arte em www.facebook.com/portadoresdearte  e instagram.com/portadoresdearte [gallery link=\"file\" columns=\"5\" size=\"full\" ids=\"26742,26743,26744,26745,26746,26747,26748,26749,26750,26751,26752,26753,26754,26755,26756,26757,26758,26759,26760,26761\"]
17 de Setembro
Portadores de Arte mostraram trabalho com a população em S. Miguel de Machede

Portadores de Arte mostraram trabalho com a população em S. Miguel de Machede

Os Portadores de Arte realizaram este sábado, 11 de Setembro, em S. Miguel de Machede a apresentação final do trabalho “Aldeia de Histórias – da Palavra ao Barro”, desenvolvido ao longo dos meses de Verão com a população através de oficinas de escrita criativa e de moldagem de barro. Lendas da freguesia recordadas pelos seus habitantes, poemas, histórias e mostra de trabalhos em barro, feitos igualmente pelos micaelenses, fizeram parte deste convívio intergeracional. A animação musical ficou a cargo da Associação Filarmónica 24 de Junho. O percurso performativo pela freguesia, que juntou a população para ver as diversas peças de barro e encenações, teve início na Praça Principal, passou pela Rua dos Castelos, Fonte das Bicas e Ribeiro, Parlamento e voltou de novo à Praça Principal, onde fez uma paragem na Igreja de S. Miguel, prosseguindo então para a Casa do Povo, para mais um momento de convívio. Trabalhou com a população uma dupla de artistas constituída por Joana Oliveira (Ceramista) e Raquel Osório (escrita criativa e encenação). Em S. Miguel de Machede, o projecto contou com o apoio da Junta de Freguesia, da Suão - Associação de Desenvolvimento Comunitário, Associação Filarmónica 24 de Junho e Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos de S. Miguel de Machede. Recorde-se que Portadores de Arte é um projecto de mediação artística e de comunidade da Capote - Associação Cultural, em co-organização com a Câmara Municipal de Évora. Contou com 23 portadores de arte que desenvolveram actividades criativas regulares com as populações das freguesias de Bacelo e Sª da Saúde, Canaviais, Nª Sª da Graça do Divor, S. Sebastião da Giesteira e Boa Fé, Nª Sª da Tourega e Nª Sª de Guadalupe e S. Miguel de Machede. Pode conhecer mais em pormenor este trabalho dinamizado pelos Portadores de Arte em www.facebook.com/portadoresdearte e instagram.com/portadoresdearte [gallery link=\"file\" columns=\"5\" size=\"full\" ids=\"26698,26699,26700,26701,26702,26703,26705,26706,26708,26709,26710,26711,26712,26713,26714,26716,26717,26718,26719,26720,26721,26722,26723,26724,26725,26726,26727,26728,26729,26730,26731,26732,26733,26734,26735,26736,26737,26738,26739\"]
17 de Setembro
A Noite Europeia dos Investigadores está de regresso a Évora

A Noite Europeia dos Investigadores está de regresso a Évora

A iniciativa terá lugar no dia 24 de setembro, entre as 16h e às 23h, com um programa on-line nacional e atividades na Praça do Giraldo, na Associação Comercial (ACDE), na Torre do Sertório e, ainda, na Herdade da Mitra, destinadas a todas as faixas etárias. Ciência para o Clima é o mote desta edição! A Noite Europeia dos Investigadores (NEI) é um evento que ocorre desde 2005 e tem o intuito de aproximar a ciência dos cidadãos, através de demonstrações práticas de como a investigação científica contribui para a resolução de questões importantes para a nossa sociedade. Ao todo, são implementados 55 projetos NEI, que decorrem em 433 cidades de 27 países, maioritariamente Europeus. Neste evento multinacional, participam mais de 36.000 investigadores, cada ano, e esperam-se mais de 1,6 milhões de visitantes. A Universidade de Évora realizou a sua primeira edição em 2019, em parceria com a Câmara Municipal, com 39 atividades educativas em plena Praça do Giraldo. Devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, no último ano, a NEI aconteceu apenas em formato virtual. Em 2021, o tema da NEI é Ciência para o Clima (SCICLI – Science for Climate), centrando-se nas suas dimensões social, económica e ambiental e, em particular, no seu contributo para a sustentabilidade planetária e neutralidade climática. Neste sentido, o evento nacional alinha-se de forma clara com o Pacto Ecológico Europeu, que propõe que o impacto no clima seja neutro até 2050, através da promoção de iniciativas que protegem o meio ambiente e impulsionam a economia verde, reduzindo a poluição. A iniciativa terá lugar no dia 24 de setembro, entre as 16h e às 23h, com um programa on-line nacional e atividades presenciais concomitantes em Lisboa, Braga, Coimbra e Évora. Programação de Évora Em Évora, a NEI concentra-se na Praça do Giraldo e tem como objetivo aproximar investigadores e cidadãos. Este evento procura sensibilizar a sociedade para a importância da investigação científica através da interação direta entre os investigadores e a sociedade civil. As artes, humanidades e ciências são apresentadas a crianças, jovens e adultos de forma dinâmica e criativa. Para além das atividades a decorrer na Praça do Giraldo, a NEI em Évora também contará com a projeção de vídeos na Associação Comercial do Distrito de Évora (ACDE), conversas com ciência na Adega Ervideira, utilização de equipamentos tecnológicos reativados recentemente, na estação meteorológica da Torre do Sertório, e ainda, um Passeio ao luar (das 20h30 às 22h30), à descoberta da fauna noturna na Herdade da Mitra. Ao todo são 23 projetos interativos destinados a todas as faixas etárias, com foco nos jovens, encorajando-os a contribuir ativamente com soluções, através da escolha de carreiras científicas. As atividades são coordenadas pela Universidade de Évora, e contarão com o apoio de aproximadamente 70 investigadores e voluntários, pertencentes às diferentes Unidades de Investigação desta universidade. Toda a programação está disponível no site: https://noitedosinvestigadores.org/programa-evora/ e através do Facebook (@noitedosinvestigadorespt) e Instagram (@neinvestigadores). A ciência veio para a cidade e Évora é o nosso espaço. Participe!
16 de Setembro
Câmara Municipal edita novo número do Boletim A CIDADE DE ÉVORA

Câmara Municipal edita novo número do Boletim A CIDADE DE ÉVORA

Está agendado para amanhã, 16 de setembro, às 18h00, o lançamento público do n.º 3, III Série, do Boletim de Cultura A CIDADE DE ÉVORA, que acontece no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na Câmara Municipal de Évora (Praça de Sertório). A sessão conta com as intervenções de Artur Goulart (ex-Diretor do Museu de Évora), pelo Conselho Editorial e de Antónia Fialho Conde (Departamento de História da UE/CIDEHUS), pelo Conselho Científico. O novo número desta publicação da Câmara Municipal de Évora inclui comunicações no âmbito de três grandes áreas temáticas: Património Cultural material, imaterial e bibliográfico; Instituições e associações; e História, Arquitetura e Arqueologia. Este Boletim inclui, também, uma separata dedicada ao centenário da Escola Secundária Gabriel Pereira, entretanto já editada. Desde a edição do seu primeiro número, em dezembro de 1942 (tendo, então, António Bartolomeu Gromicho como diretor e, Túlio Espanca, como editor), o Boletim A Cidade de Évora assume-se como uma publicação cujos princípios orientadores assentam no estudo e divulgação do património histórico, cultural e edificado de Évora, contribuindo para o conhecimento, reflexão e preservação da identidade cultural da cidade e da região. Genericamente, as temáticas publicadas incidem, particularmente, no âmbito das Ciências Sociais e na sua relação com o estudo patrimonial, em particular, incidindo em estudos sobre História, História de Arte e investigação nas áreas da Antropologia, Sociologia e Literatura, publicando-se, também, numa perspetiva interdisciplinar, estudos em áreas científicas distintas quando relacionados com a temática da revista.  
15 de Setembro
Documentos
Conhecer
Acessos rápidos
Alentejo Central

CIMAC

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é uma pessoa coletiva de direito público de natureza associativa e âmbito territorial e visa a realização de interesses comuns aos municípios que a integram.
www.cimac.pt
Nome
Email
Descarregue a nossa app