Nova Identidade Visual do Município
Covid-19 – Informação Municipal
Acompanhe, informe-se, participe
Pagamento Móvel – Plataforma iParque
App do Município
Serviço Online – ÁGUAS
Guia da Semana
Newsletter “Évora Local”
Newsletter “Évora Local”
Newsletter “Évora Local”
VOIR +
Présence
Journal
Nouvelles
(Português) Conselho Municipal de Educação de Évora aprovou Transportes Escolares e Ação Social 2021/22

(Português) Conselho Municipal de Educação de Évora aprovou Transportes Escolares e Ação Social 2021/22

Désolé, cet article est seulement disponible en Portugais Européen.Na mais recente reunião do Conselho Municipal de Educação de Évora foram aprovados por unanimidade o Plano de Transportes Escolares 2021/2022 e o processo de Ação Social Escolar 2021/2022. Debateram-se ainda outros assuntos de significativo interesse para a comunidade escolar como a organização do ano lectivo: o apoio ao funcionamento dos Estabelecimentos de Educação e Ensino (pré-escolar e 1ºCEB), o Programa de Actividades de Enriquecimento Curricular; o Pessoal Não Docente; as intervenções no Parque Escolar; e a articulação/apoio aos Agrupamentos de Escolas na situação de pandemia. Assim, de acordo com o Plano de Transportes Escolares 2021/2022, 540 alunos do Concelho de Évora necessitarão transporte escolar para frequentarem 15 estabelecimentos de Ensino Básico e Secundário, sitos no Concelho de Évora ou concelhos limítrofes. Para eles, está prevista a criação de 55 circuitos, realizados quer em carreiras públicas, quer em veículos de aluguer ou das autarquias. Comparando com o ano anterior, existe aumento do número de alunos a transportar em carreiras públicas, aumento da comparticipação dos alunos do Secundário, aumento do número de alunos que beneficiam das carreiras especiais, aumento do custo anual da rede, ligeira redução do número de circuitos realizados pelos diversos tipos de transporte, aumento do custo total por alunos ao longo do ano e aumento da comparticipação anual da Câmara Municipal de Évora. Esta previsão levará a um aumento do investimento da Autarquia com a implementação da medida de discriminação positiva com os alunos que comparticipam o transporte escolar beneficiários da Ação Social Escolar. A Vereadora Sara Dimas Fernandes, que presidiu os trabalhos, fez o balanço do Programa de Atividade de Enriquecimento Curricular 2020/2021, referindo que 98% das sessões previstas foram realizadas, apenas 2% não se realizaram devido ao contexto de pandemia da doença da Covid-19. Quanto ao Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular para o ano 2021/2022, a orientação geral consiste em orientar para as áreas estratégicas de desenvolvimento da cidade (Cultura e Ambiente); diminuir o formalismo e aumentar o caráter lúdico; utilizar menos a sala de aula e mais os equipamentos públicos nas áreas do Desporto, das Artes e da Cultura, promovendo o conhecimento do concelho; articular as atividades com vários projetos educativos municipais; garantir direitos laborais dos técnicos que acompanham o programa AEC; manter uma boa articulação com as direções dos agrupamentos, os coordenadores dos estabelecimentos de ensino e os professores titulares; dar continuidade a um modelo equilibrado de flexibilização; e fazer o acompanhamento e a monitorização assídua do programa. Foi, ainda, apresentada a proposta de AEC’s para o ano letivo 2021/2022 que incide nas seguintes áreas: Atividade Física e Desportiva, Ciência e Ambiente, Expressões Artísticas, Cultura e Cidadania, e Música. A Vereadora Sara Dimas Fernandes falou também do conjunto de intervenções no Parque Escolar, em curso ou planeadas a curto prazo, a cargo da Câmara de Évora, nos quatro Agrupamentos de Escolas. Destaca-se a conclusão da requalificação das coberturas, acessibilidades e campo de jogos (Escola Manuel Ferreira Patrício); colocação de ar condicionado, substituição de caixilharias e realização de pinturas em diversas escolas; remodelações de instalações eléctricas e de casas de banho; e retirada de cobertura de amianto (Escola Básica de Santa Clara e Escola Secundária André de Gouveia), entre outras melhorias. [gallery link=\"file\" columns=\"1\" size=\"full\" ids=\"25029\"]
22 de juillet
(Português) Portadores de Arte geram dinâmicas artísticas em conjunto com os eborenses

(Português) Portadores de Arte geram dinâmicas artísticas em conjunto com os eborenses

Désolé, cet article est seulement disponible en Portugais Européen.23 portadores de arte de diversas áreas criativas e artísticas vão este Verão às freguesias eborenses recolher histórias, memórias e saberes junto da comunidade, nomeadamente dos seniores, ouvindo, convivendo e estimulando posteriormente a criação de trabalhos artísticos pelos próprios habitantes do Concelho. Muitas destas pessoas, pela primeira vez na vida, encontram aqui quem dê valor ao seu potencial artístico e mostram que têm talentos nunca antes aproveitados que agora podem finalmente expressar.   Partindo da arte como forma de descoberta da identidade, do território e de descentralização cultural, sete equipas desenvolvem deste modo o “Portadores de Arte – Projecto de mediação artística e de comunidade” simultaneamente em seis freguesias - Bacelo e Senhora da Saúde, Canaviais, Nossa Senhora da Graça do Divor, São Sebastião da Giesteira e Boa-Fé, Nossa Senhora da Tourega e Nossa Senhora de Guadalupe e São Miguel de Machede.   Trata-se de uma iniciativa da Capote – Associação Cultural em co-organização com a Câmara Municipal de Évora, que arrancou com a Bolsa de Mediação Artística em Março de 2021, inserida no programa de mediação cultural do município.   Visa promover a participação e o acesso à arte de forma equitativa, inclusiva e regular através da prática artística e cultural, numa abordagem criativa e colaborativa, contribuindo para a descentralização, intercâmbio cultural, revitalização do território e bem-estar das pessoas.   Através de oficinas criativas e dinâmicas artísticas participativas regulares, envolvendo activamente as comunidades, estão a ser desenvolvidos projectos onde são explorados e cruzados diversos temas do contexto artístico, cultural, social e ambiental através do teatro, dança, música, artes visuais, ofícios, saberes e tradições. Transversalmente existe uma equipa a fazer o registo fotográfico, sonoro e audiovisual do projecto contribuindo para a preservação do património cultural imaterial.   Nesta perspectiva, está-se a criar uma nova e mais estreita relação entre a comunidade artística, território, pessoas e entidades das diferentes freguesias do Concelho de Évora, com uma visão colectiva de futuro e de continuidade. Pode conhecer mais sobre este projecto em: www.facebook.com/portadoresdearte www.instagram.com/portadoresdearte www.youtube.com/watch?v=pQQv8dpJvqw assim como em www.facebook.com/capotemusica e https://www.cm-evora.pt/   [gallery link=\"file\" columns=\"4\" size=\"full\" ids=\"24897,24898,24899,24900,24901,24902,24903,24904,24905,24906,24907,24908,24909,24910,24911,24912,24913,24914,24915,24916,24917,24918,24919,24920,24921,24922,24923,24924\"]
19 de juillet
(Português) Em reunião pública de 14 de Julho de 2021: Câmara de Évora felicitou árbitros eborenses pelo seu trabalho

(Português) Em reunião pública de 14 de Julho de 2021: Câmara de Évora felicitou árbitros eborenses pelo seu trabalho

Désolé, cet article est seulement disponible en Portugais Européen.A Câmara Municipal de Évora, por proposta da Vereadora do Pelouro do Desporto, Sara Dimas Fernandes, felicitou dois árbitros eborenses que nas últimas semanas se destacaram pelo seu trabalho: O árbitro Pedro Miguel Oliveira (que participa no Campeonato da Europa de Clubes de Futebol de Praia a decorrer na Nazaré) e Luís Abegão (Juiz de Atletismo da Associação de Atletismo de Évora, que participou no Campeonato da Europa de Atletismo Sub- 23, que teve lugar na Estónia). De entre o conjunto de pontos deliberados nesta reunião, destaca-se a aprovação por unanimidade da Hasta Pública para alineação de três aeronaves propriedade do Município de Évora. Tratam-se de aeronaves abandonadas no Aeródromo e declaradas perdidas a favor do Município ao abrigo do Código Civil: Convair, Piper PA-31P-350 Mojave e Cessna 402C. Para mais informações consulte o edital que terá publicação em jornais de âmbito local e nacional, será afixado no átrio dos Paços do Concelho e disponibilizado na página electrónica do Município em www.cm-evora.pt A Vice-Presidente Sara Dimas Fernandes, em substituição do Presidente, fez o habitual ponto de situação sobre a pandemia no Concelho. O nosso concelho mantém-se em risco moderado, mas com tendência para aumentar, o que requer, por parte da população, continuar a manter os cuidados emitidos pela Direção-Geral de Saúde quanto a esta temática.   [gallery link=\"file\" columns=\"1\" size=\"full\" ids=\"24842\"]
15 de juillet
(Português) Conselho Municipal de Juventude de Évora deu parecer positivo ao Plano Municipal da Juventude de Évora 21-25

(Português) Conselho Municipal de Juventude de Évora deu parecer positivo ao Plano Municipal da Juventude de Évora 21-25

Désolé, cet article est seulement disponible en Portugais Européen.A aprovação por unanimidade do parecer sobre o Plano Municipal da Juventude de Évora 21-25 foi o ponto alto desta reunião do Conselho Municipal de Juventude de Évora (CMJE) que decorreu no dia 7 de Julho de 2021, através de plataforma digital, presidido pela Vereadora Sara Dimas Fernandes. Os conselheiros deliberaram dar parecer positivo ao documento “Plano Municipal para a Juventude de Évora 2021-2025” propondo a sua aprovação pela Câmara Municipal de Évora. Este documento resultou de um amplo processo participativo que se dividiu em dois momentos distintos: a fase de diagnóstico e a fase de discussão de documento base. Da fase de diagnóstico, entre Dezembro de 2017 e Março de 2018, resultou a publicação em 3 volumes do “Diagnóstico Juvenil do Concelho de Évora” (DJCE). Este estudo contou com a supervisão académico-científica de uma equipa de Docentes e Investigadores da Universidade de Évora e constituiu o mais aprofundado estudo realizado sobre a juventude eborense e um dos mais significativos a nível nacional. O trabalho final foi apresentado pela equipa de investigadores no I Fórum Municipal de Juventude em Março de 2018. O processo participativo que conduziu ao documento em apreço foi lançado em Março de 2021, no II Fórum Municipal de Juventude, com a apresentação de proposta base pela Câmara Municipal aos jovens do Conselho Municipal de Juventude. Desse momento até ao presente foram realizadas reuniões e fóruns de discussão e foi disponibilizado um endereço de correio eletrónico para apresentação de propostas. Além dos jovens eborenses, foram desafiadas a participar mais de 200 organizações dos Conselhos e Comissões Municipais. Desta auscultação e discussão resultaram 159 contributos de 18 entidades e/ou de jovens a título individual. O documento síntese, que serve de base para a construção do PMJE, tem a sua estrutura fundamentada em 4 eixos estratégicos. A cada eixo estão associados Domínios de Intervenção com os seus Objetivos Operacionais, Medidas/Ações, Indicadores, Envolvidos e Efeito temporal. São apontadas mais de 200 medidas/ações dentro de 55 Objetivos Operacionais. O CMJE considera que este Plano Municipal para a Juventude de Évora irá alicerçar uma verdadeira política municipal para a Juventude, na qual se revê e para a qual sente ter contribuído. Este PMJE abre caminho para a criação de novas oportunidades que permitem o desenvolvimento integral dos jovens, a sua qualidade de vida e perspetivas de futuro. Num outro ponto, o Presidente da Câmara Municipal de Évora, Carlos Pinto de Sá, prestou informação aos jovens sobre o Relatório de Actividades e Contas do Município referente a 2020. O combate à pandemia foi a grande prioridade, mas destacaram-se também significativas melhorias no que respeita ao equilíbrio das contas municipais. O Município soube manter em curso as obras municipais, por forma a minimizar os efeitos da crise económica e social que se agudizou a nível nacional, contribuindo para manter o trabalho e a dinâmica das empresas. Adicionalmente, a Vereadora Sara Dimas Fernandes prestou informação mais detalhada sobre a actividade realizada nas áreas da Juventude e Desporto, realçando o apoio financeiro às actividades juvenis, que não existia desde 2009 e que foi retomado em 2020, fruto do trabalho de reequilibro financeiro municipal realizado nos últimos anos e que permitiu a liquidação da dívida municipal ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL). A vereadora acrescentou ainda que, no âmbito do projecto municipal “Porta das Associações”, o “Ponto Jovem” será disponibilizado para acolher actividades das associações juvenis durante o Verão, e que até ao momento foram recebidas 8 candidaturas, ultrapassando assim a expectativa inicial e fomentando mais um fórum de debate juvenil, funcionando igualmente como base para o aproveitamento de ideias a incluir no trabalho autárquico. [gallery link=\"file\" columns=\"1\" size=\"full\" ids=\"24713\"]  
12 de juillet
Documenti
Expérience
Accès rapides
Central Alentejo

CIMAC

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central é uma pessoa coletiva de direito público de natureza associativa e âmbito territorial e visa a realização de interesses comuns aos municípios que a integram.
www.cimac.pt
(Português) Nome
(Português) Email
Téléchargez notre appli